Uncategorized

Jonas afirma que vai tornar obrigatório o uso de máscara – cotidiano- Blog Giga Medical

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares


Uso de máscaras na cidade, por enquanto, é recomendado (Foto: Denny Cesare/Código19)

Depois de voltar atrás a pedido de comerciantes na obrigação do uso de máscaras, e tornar a utilização apenas “recomendação”, a Prefeitura de Campinas estuda voltar a tornar obrigatório o item para circulação da população na cidade, especialmente no comércio.

Isso porquê o município divulgou nesta segunda-feira (27) um plano para reabertura do comércio, de forma gradual, a partir do dia 4 de maio (uma semana antes da data prevista pelo governo estadual).

Para isso, o prefeito Jonas Donizette (PSB) disse, em transmissão ao vivo nesta segunda-feira, que pode ser possível a reavaliação da obrigação do uso de máscaras, para ajudar no processo de reabertura. A volta no comércio nessa data ainda aguarda aval do governo estadual.

A primeira fase, se aceita pelo governador João Doria (PSDB), durará duas semanas e abrirá parcialmente comércio varejista, academias, salões de beleza, ampliação em padarias e restaurantes (que atualmente só vendem no local, sem a permanência do público), igrejas e parques públicos.  

LEIA TAMBÉM 
Sem EPIs, funcionários paralisam atendimento em CS
Hortolândia confirma 6ª morte por covid-19
Mais de 1 mil costureiras já se inscreveram; prazo acaba nesta 2ª
Veja a situação do coronavírus nas cidades da RMC

No caso das máscaras, a Prefeitura de Campinas havia determinado no dia 15 o seu uso obrigatório a partir do dia 22. Neste dia, no entanto, uma nova determinação tornou a utilização apenas “recomendada”.

Já a obrigação continua para os profissionais de saúde e também comerciantes e trabalhadores em geral. “Agora, quando vamos abrir mais, vamos ter a máscara praticamente como um item obrigatório. Inclusive para quem vai pegar ônibus. Ainda nessa semana vamos fazer o ajuste no transporte coletivo, com aumento de demanda”, disse.

Sobre fiscalização e punição de quem não colaborar com as medidas de segurança, principalmente para o comércio, Jonas disse que não quer punir a população, que já está sendo “muito punida com essas coisas”. “Agora, é claro, quando não tem obediência, tem que lançar mão do instrumento de punição. Mas vamos ver o momento adequado”, disse o prefeito.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.acidadeon.com

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *