Covid-19: Na Alemanha, usa-se máscara ou leva-se multa de até 10.000 euros- Blog Giga Medical Leave a comment

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

A Alemanha tornou obrigatório o uso de máscaras nesta segunda-feira, 27, com o objetivo de conter a propagação do coronavírus. A maioria da população deve cobrir a boca e o nariz dentro do transporte público, trens de longa distância e lojas, sob o risco de enfrentar multas de até 10.000 euros (mais de 60.000 reais). O uso compulsório de máscara foi adotado em depois do início da reabertura gradual de negócios e da volta a circulação de pessoas nas ruas do país, na semana passada.

A regra entrou em vigor em 15 dos 16 estados do país, sendo que Schleswig-Holstein será o último estado a implementar a legislação, na quarta-feira, 30. As multas por não proteger o rosto em espaços públicos fechados variam de acordo com a região, indo de 25 euros (cerca de 150 reais) a 10.000 euros – as mais pesadas serão aplicadas aos lojistas cujos funcionários são pegos sem máscaras e para os reincidentes.

Por outro lado, alguns estados como Berlim e Brandemburgo decidiram confiar na população e no respeito mútuo, e não estabeleceram um sistema punitivo.

Na maioria dos estados, estarão isentos da regra os menores de seis anos de idade e pessoas com deficiências que impeçam o uso de máscara, como dificuldades respiratórias. Além disso, motoristas serão proibidos de cobrir o rosto enquanto dirigem carros, para que possam ser reconhecidos por câmeras de velocidade e vigilância policial.

Continua após a publicidade

Os governos locais enfatizaram que as máscaras não precisam ser aprovadas clinicamente, sendo que até mesmo lenços ou panos sobre o nariz e a boca serão aceitos. Alguns estados, como Saxônia e Meclemburgo-Pomerânia Ocidental, disseram que fornecerão máscaras a seus cidadãos.

Contudo, especialistas da área da saúde se mantêm reticentes, dizendo que máscaras improvisadas terão pouco efeito em conter a propagação do coronavírus e podem até contribuir para o contágio, segundo o jornal britânico The Guardian. Mesmo assim, uma pesquisa da empresa Kantar constatou que o uso de máscaras é  aceito por 97% da população, que reconhece a importância de combater o coronavírus.

Para aliviar o fardo da compra de máscaras, as Forças Armadas alemãs foram convocadas para vôos especiais de entrega desse material. Nesta segunda-feira, na cidade de Leipzig, no leste do país, foram descarregadas mais de 10 milhões de máscaras da China (de um total de 25 milhões em três voos separados). Elas serão distribuídas pelos 16 estados alemães, segundo a Deutsche Welle.

Reabertura

Alemanha iniciou na semana passada a suspensão parcial das medidas de restrição em meio à pandemia de coronavírus e reabriu parte do comércio. Lojas com menos de 800 metros quadrados, além de concessionárias e livrarias, tiveram suas portas reabertas ao público.

Continua após a publicidade

Contudo, a chanceler Angela Merkel alertou que o país corre o risco de arruinar seus bons resultados no combate ao vírus ao promover uma “reabertura muito rápida”. Ela advertiu os governadores regionais por tentarem apressar o afrouxamento das medidas de isolamento e disse que a disseminação da Covid-19 não pode ser menosprezada.

A Alemanha é o quinto país mais infectado, atrás apenas de Estados Unidos, Espanha, Itália e França, mas tem uma proporção muito menor de mortes devido ao rápido e eficiente combate no início do surto. Segundo dados mais recentes da Universidade Johns Hopkins, a Alemanha tem mais de 158.000 casos confirmados e cerca de 6.000 mortes decorrentes da Covid-19. 

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte veja.abril.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SHOPPING CART

close