Uncategorized

Fiscalização aborda e orienta 555 pessoas sem máscaras em São Carlos- Blog Giga Medical

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fiscalização aborda e orienta 555 pessoas sem máscaras em São Carlos - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

A Prefeitura Municipal divulgou na noite desta quinta-feira (14) um relatório da fiscalização e orientação sobre o uso de máscaras faciais em São Carlos. Desde a última terça-feira (12) o equipamento de proteção contra o coronavírus se tornou obrigatório em estabelecimentos que oferecem serviços essenciais.

Desde o último dia 7, 555 pessoas foram abordadas por equipes do Procon, Vigilância Sanitária e Defesa Civil. Destas,  91 não usavam a máscara e foram orientadas.

 A Força-Tarefa também realizou a fiscalização em 339 estabelecimentos, sendo que um foi autuado por estar em desacordo com o decreto municipal 182.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini, o decreto municipal é uma prerrogativa das Prefeituras, não gerando conflito com o decreto estadual. “O decreto estadual determina o uso obrigatório, mas deixou para os municípios a forma de fiscalização e a regulamentação, portanto em São Carlos estabelecemos que o uso será obrigatório nos estabelecimentos que executem atividades comerciais, corporativas e congêneres e para a população em geral recomendamos o uso”.

Gardini esclareceu, ainda, que os estabelecimentos são obrigados a oferecer a máscaras para os funcionários e exigir que o consumidor também utilize o equipamento quando entrar no estabelecimento. “Quem vai sair de casa para ir ao supermercado, farmácia, açougue, padaria, enfim onde é permitido o funcionamento, já deve sair de casa de máscara. Agora estabelecer multa para a população em geral é difícil, a maioria das pessoas perderam renda, estão sem emprego e o poder público vai exigir e multar. Entendemos que a melhor forma é orientar e encontrar uma maneira de fazer a distribuição de máscaras para as pessoas que não tem condições de comprar. Mas reforço que o isolamento ainda é melhor forma de prevenção. Fique em casa, se precisar sair, use a máscara”, finalizou o secretário.

Para Fernanda Cereda, supervisora da Vigilância Sanitária, o importante é também orientar quanto ao uso correto da máscara e como deve ser feita a higienização. “Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, o tecido recomendado pela OMS é algodão ou tricoline. O importante é que a máscara cubra totalmente a boca e nariz e que esteja bem ajustada ao rosto. Mas ela tem que ser lavada pelo próprio indivíduo para que se possa manter o autocuidado. Se ficar úmida, tem que ser trocada. Pode lavar com sabão e água sanitária, deixando de molho por cerca de 30 minutos. E nunca compartilhar, porque o uso é individual”, alerta a supervisora da Vigilância Sanitária.

comments powered by

Leia Também

Últimas Notícias



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.saocarlosagora.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *