Uncategorized

Máscara ‘inteligente’ vai indicar infecção pelo coronavírus- Blog Giga Medical

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Cientistas da Universidade Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) trabalham em uma mscara de proteo diferente, que promete acender uma luz fluorescente se detectar que a pessoa est infectada pelo novo coronavrus. O “teste” ser feito sempre que o indivduo tossir, espirrar ou respirar.

Para os pesquisadores, a criao de um dispositivo com essa tecnologia pode ajudar com o problema da falta de exames de deteco em vrios pases. Basta colocar a mscara sobre o rosto de um paciente com suspeita da doena para rapidamente descobrir se ele est infectado.

Segundo Jim Collins, do MIT, a “mscara poder ser usada at em aeroportos, quando passamos pela segurana, ou enquanto esperamos para entrar em um avio. Podemos us-la para ir trabalhar. Hospitais podem usar em pessoas que esto nas salas de espera, ou para avaliar quem est infectado”.

No entanto, Collins admite que o projeto ainda est “no comeo”, mas que j apresentou resultados bastante promissores. O foco do projeto conseguir fazer com que os sensores encontrem partculas do vrusem pequenas amostras de saliva. A expectativa do pesquisador e sua equipe provar que o projeto funciona na prtica em breve.

A tecnologia foi adaptada de um estudo j existente, feito pelo MIT em 2014. Na poca, pesquisadores comearam a desenvolver um sensor que poderia detectar o vrus do ebola uma vez que ele estivesse congelado em papel. Com o passar dos anos, o dispositivo j era capaz de detectar SARS, sarampo, hepatite c, influenza, entre outras doenas.

Como funciona

Reprodu

Para serem ativados, os sensores precisam de duas coisas: umidade e conseguir encontrar a sequncia gentica do vrus. O primeiro requisito facilmente adquirido na saliva quando algum tossir dentro da mscara, por exemplo. Em seguida, esses resqucios sero congelados no tecido da proteo, fazendo com que seja possvel analisar a presena do vrus.

A anlise pode levar de uma a trs horas, mas isso nfimo se comparado a alguns testes que necessitam de, no mnimo, 24 horas ou mais para terem um resultado concreto. A criao tambm pode ser um trunfo quando se fala na deteco de pacientes assintomticos, eliminando a utilizao de termmetro para medir a temperatura e, consequentemente, saber quem pode ter o vrus, mas no apresenta sintomas.

No entanto, para que sejam viveis a atendam demanda durante a pandemia, as mscaras devem ser de baixo custo e com possibilidade de produo em massa. Porm, essas questes ainda podem demorar um pouco para serem discutidas, j que a tecnologia ainda est em fase inicial de testes.

Via: Business Insider

Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:




Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte olhardigital.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *