Uncategorized

Entenda a importância das máscaras caseiras contra a Covid-19- Blog Giga Medical

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Máscaras caseiras protegem a pessoa que a utiliza, mas, principalmente, aqueles que estão próximos

Conteúdo patrocinado. Os estudos científicos constataram que a transmissão da Covid-19 pode ocorrer mesmo antes que o indivíduo apresente os primeiros sinais e sintomas. Com isso, o Ministério da Saúde e outros órgãos competentes passaram a recomendar o uso de máscaras faciais para todos, de maneira que a utilização delas impede a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do indivíduo no ambiente, assim garantindo uma barreira física.

O uso da máscara agregado ao distanciamento social, à etiqueta respiratória e à higienização das mãos são passos importantes a serem seguidos pela população. Nesse cenário de pandemia, há uma escassez de máscaras dos tipos PFF2 (N95) e cirúrgica. Nesse sentido, a máscara cirúrgica deve ser utilizada por profissionais de saúde e profissionais de apoio que prestam assistência a menos de um (1) metro do paciente suspeito ou confirmado de infecção pela Covid-19, e por pacientes com sintomas de infecção respiratória (tosse, espirros, dificuldade para respirar), devido ao desabastecimento desse Equipamento de Proteção Individual (EPI) no mercado.

Assim, a Profa. Dra. Kaliny Simões, membro da Comissão de Biossegurança e do curso de Enfermagem do Unipê, recomenda usar a máscara caseira, que deve ter ao menos duas camadas de pano (algodão, tricoline ou TNT), cobrir totalmente a boca e o nariz e ficar bem ajustada ao rosto. Seu uso é individual e jamais deve ser compartilhada.

Como usar? Coloque-a com cuidado para cobrir a boca e nariz e amarre com segurança para diminuir os espaços entre ela e o rosto; evite tocá-la e ajustá-la na rua; ao chegar em casa, antes de retirá-la, lave as mãos com água e sabão, secando-as bem; remova-a pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente.

Cuidados ao retirar a máscara: higienize as mãos antes de retirá-la; coloque-a em um recipiente com 25 ml de água sanitária em 1 litro de água potável e deixe-a imersa por 30 minutos, depois lave-a com água e sabão, enxaguando-a em água corrente; coloque-a para secar e após a secagem passe ferro e guarde-a em um saco limpo.

“Todas as máscaras de uso caseiro, sejam as descartáveis ou de tecido, precisam ser substituídas assim que apresentarem sujidade ou umidade, e devem ser descartadas sempre que apresentar sinais de deterioração ou funcionalidade comprometida”, atenta Kaliny. Isso é válido para quem trabalha em escritórios. A quantidade diária varia para cada pessoa, então considere: muita transpiração; necessidade de falar muito; ambiente com muita poeira; e quantidade de horas de trabalho.    

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte portalcorreio.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *