Uncategorized

Como evitar os efeitos colaterais do uso de máscaras faciais na sua pele – Vogue- Blog Giga Medical

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Como evitar os efeitos colaterais do uso contínuo das máscaras faciais à sua pele (Foto: Getty Images )

Como evitar os efeitos colaterais do uso contínuo das máscaras faciais à sua pele (Foto: Getty Images )

Em meio a pandemia mundial de coronavírus, nos adaptar a nova rotina inclui longas horas em frente ao computador no home office e um meticuloso planejamento de idas ao supermercado. Seguindo as recomendações da OMS e do Ministério da Saúde, quando o isolamento social não puder ser cumprido, sair em público pede pelo uso de máscaras faciais de proteção. E não importa se você é um profissional da saúde ou uma pessoa comum, é muito provável que você logo perceba que, enquanto essas máscaras nos protegem do contágio ao vírus, elas podem a longo prazo causar efeitos colaterais quando se trata da saúde da nossa pele.

“As máscaras criam um ambiente quente e úmido local, e quando usadas por tempo prolongado podem causar irritações, erupções cutâneas, acne e dermatites de contato”, explica Juliana Piquet, dermatologista do Rio. Em casos mais graves, como de profissionais que usam a máscara N95 por muitas horas, a pele pode sofrer com hiperpigmentação, descamação e hematomas pelo atrito constante.

Uma espinha ou outra valem a pena para manter você (e outras pessoas) seguro, mas existem uma série de maneiras de como preservar a saúde da sua pele e diminuir os impactos durante esse período turbulento. Confira:

Como escolher sua máscara ideal?
As máscaras cirúrgicas e EPIs devem ser usadas exclusivamente por profissionais da saúde na linha de frente do combate ao coronavírus. Mas para a exposição social, uma série de versões caseiras do produto podem ser confeccionadas. “Para evitar alergias e irritações causadas pelo atrito do tecido, o importante é que essa máscara seja preferencialmente de algodão, sem tingimento e que seja lavada separadamente com sabonete neutro ou sabão de coco”, explica a dermatologista Juliana Neiva.

Dê férias para seu nécessaire de make
Sempre que possível, é um ótimo momento para deixar a pele respirar. “É necessário evitar o uso de produto de maquiagem que podem fazer com que partículas fiquem aderidas, inclusive de vírus. Para os profissionais da saúde, tenho desaconselhado até mesmo o uso de filtro solar”, explica Juliana Piquet.

Adapte sua rotina de skincare
Especialmente para quem está lidando com a acne durante esse período, é muito provável que sua primeira reação seja correr para os ácidos e secativos da sua penteadeira, mas é hora de deixas a pele descansar. “A pele é um órgão de defesa e sua barreira cutânea precisa estar completa. A fricção causada pelo uso de máscaras por muitas horas pode intensificar o ressecamento, e por isso a hidratação é o passo mais importante nesse momento”, explica Juliana Neiva. Para evitar ainda mais sensibilidade, dê um pause na rotina de esfoliantes e produtos muito abrasivos que possam agredir ainda mais a cútis nesse momento. Invista em fórmulas ricas em ativos restauradores e calmantes com as ceramidas e vitamina E.

Lave o rosto assim que retirar a sua máscara
Lembre-se sempre da importância de lavar o rosto e as mãos ao manipular sua máscara. “O ideal é usar um sabonete neutro ou glicerinado para esse momento”, recomenda Alberto Cordeiro, dermatologista de São Paulo. A limpeza pode ser complementada com adstringentes e loções micelares.

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte vogue.globo.com

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *