Uncategorized

Menina de 9 anos aprende a costurar com a avó e produz máscaras para crianças carentes | Amapá

A recomendação de órgãos municipais, estaduais e da Organização Mundial da Saúde durante a pandemia do novo coronavírus é clara: se sair na rua, use máscara. O equipamento, até então restrito ao uso hospitalar, passou a ser obrigatório para todo mundo, incluindo aqueles não têm condições de comprar.

Pensando nisso e tocada pela solidariedade, a pequena Ana Beatriz Barros, de 9 anos, resolveu aprender a fazer máscaras para distribuir para crianças do bairro onde mora, o Zerão, na Zona Sul de Macapá.

Desde o início da empreitada, com o apoio do avó na costura, mais de 50 foram produzidas e doadas. A forma de conseguir é bem simples e chamativa, um cartaz na frente da casa da família escrito: “Doamos máscara infantil, pode levar uma”.

Ana Beatriz decidiu costurar máscara para crianças que precisam do item — Foto: Arquivo Pessoal

A própria Ana Beatriz contou que a ideia surgiu durante um passeio com a mãe, que é maquiadora. Ela diz ter observado muitas crianças na rua sem máscara e percebeu que muitas delas não tinham como conseguir.

“Desde esse dia comecei a fazer muitas máscaras e depois eu comecei a ‘pregar ‘em frente a minha casa. Fico muito feliz de ajudar as crianças que necessitam, me sinto muito grata. É muito difícil para quem está necessitando de máscara, tenho muito amor em tudo que eu faço”, relata.

A mãe Eloah dos Anjos celebra a atitude da filha reforçando que os valores solidários passaram de mãe para filha, vindos também da avó, que se dispôs a contribuir.

“A Ana Beatriz tão pequena, já tem um gesto desses de amor ao próximo, tão singelo, tão puro, eu só tenho que a gradecer a Deus pela filha que eu tenho”, detalha, emocionada.

Eloah dos Anjos, mãe de Ana Beatriz, diz que ficou orgulhosa da filha — Foto: Arquivo Pessoal

A avó, a costureira Eliusamar Moura, de 63 anos, lembra que não deu muita atenção à neta no primeiro pedido para aprender a costurar, por achar que era uma brincadeira.

Mas, foi comovida pela insistência, dizendo que Ana Beatriz participou de todo o processo, desde o desenho até a costura, seguindo todos os cuidados no manuseio dos equipamentos.

“O povo começou a doar máscara, mas só para adulto, para criança não doava. Ela ficou muito triste, porque via todas as crianças na rua sem máscara. Sempre acordou bem cedinho e ficou uma semana treinando”, detalhou a avó.

Eliusamar Moura ensinou a neta Ana Beatriz a costurar — Foto: Arquivo Pessoal

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte g1.globo.com

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *