Uncategorized

Corrida e o uso de máscaras – Corrida de Rua

Correr ou não de máscara? Quais as consequências do uso desse equipamento de proteção individual neste período de isolamento social?

Leonardo fala das consequências do uso de máscaras durante a corrida

Quem trata do assunto é o profissional de Educação Física Leonardo Oliveira de Almeida, responsável pelo perfil @runners_brazil . Veja o que ele escreveu para o blog Corrida de Rua:

“O uso de máscara durante a prática de exercícios ao ar livre nesse período de isolamento social tem causado muitas polêmicas a respeito da eficácia ou não do uso do apetrecho.

Diversas organizações indicam o uso da máscara, e é lei federal o uso em locais públicos. Mas para quem está praticando atividades como corrida e/ou caminhada, não é tão eficaz.

Com o decorrer da prática, a máscara tende a ficar molhada, o que atrapalha a aderência ao rosto e pode aumentar o problema da contagiosidade, já que a máscara, depois de úmida, o que acontece com facilidade, perde a ação antimicrobiana.

Em relação aos treinos, o uso de máscara pode prejudicar a sua perfomance e reduzir o seu desempenho, já que dificulta a captação de O 2 (oxigênio) e a saída de CO 2 (gás carbônico). Isso pode implicar em diversos fatores que podem fazer com que a sua atividade se torne menos prazerosa e, consequetemente mais difícil de ser praticada.

Quando estamos correndo, conforme aumentamos a nossa intensidade, aumentamos também a produção de CO 2, que precisa ser expelido na mesma
velocidade em que inspiramos O 2 .

A partir daí é possível identificar que é cada vez mais difícil manter a comunicação, isso significa que atingimos o que chamamos de Limiar anaeróbico, que seria o limite de intensidade para manter uma corrida longa em ritmo constante.

E quando utilizamos a máscara, essa troca gasosa não ocorre de maneira correta, podendo ocasionar em um aumento da frequência cardíaca, hiperventilação, ou seja, seu pulmão trabalha mais para expelir o CO 2 , aumento da percepção subjetiva de esforço e leva você a parar a atividade antes do proposto.

A orientação que fica é que é mais benéfico para a saúde manter o distanciamento social e evitar praticar a corrida em locais de grande circulação como calçadões, praças e parques, justamente para evitar aglomerações e o
contágio do vírus.

Prefira correr sozinho e em locais longe da população. Como o uso de máscara em local público é obrigatório, se não conseguir correr em um local seguro, prefira não correr a correr de máscara em local com grande fluxo de pessoas”.

Leonardo Oliveira de Almeida
Profissional de Educação Física
Empresário – Sócio Studio Essence
Instagram: @Runners_brazil

Valeu pela contribuição e pelos conhecimentos compartilhados, Leonardo!!!

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.folhavitoria.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *