Covid-19: funcionários de comércios ainda trabalham sem máscara em Brusque Leave a comment

Apesar da obrigatoriedade do uso de máscara para clientes e funcionários de comércios por conta da pandemia da Covid-19, a determinação nem sempre é cumprida em Brusque e região.

Alguns leitores entraram em contato com o jornal O Município reclamando que empresas não estão cumprindo a regra, ou seja, estão atendendo clientes sem os cuidados necessários para evitar o contágio do novo coronavírus.

A Vigilância Sanitária e a Defesa Civil são os órgãos responsáveis pela fiscalização nos estabelecimentos de Brusque. O diretor da Defesa Civil do município, André Archer, diz que já foram visitados 677 estabelecimentos na cidade para verificar o cumprimento das normas sanitárias.

“Já encontramos, sim, funcionários e proprietários sem máscara. Todos foram orientados no ato e ganharam máscaras para utilização imediata”, diz.

De acordo com ele, a fiscalização também verifica denúncias, porém, até o momento, segundo ele, foram poucos contatos sobre o assunto.

“Todas as denúncias recebidas foram atendidas e orientadas. Desde o começo da fiscalização, temos um veículo e um agente da Defesa Civil das 8h às 18h, fiscalizando comércios e aglomerações, como bancos e casas lotéricas”, destaca.

Além da Vigilância Sanitária e Defesa Civil, a Polícia Militar também fiscaliza o cumprimento das regras em Brusque. O comandante da Polícia Militar de Brusque, tenente-coronel Otávio Manoel Ferreira Filho, diz que a polícia fiscaliza diariamente comércios da cidade, porém, até o momento, não flagrou nenhum estabelecimento descumprindo as regras.

“Estamos fiscalizando. Temos uma meta mínima para cumprir que é a fiscalização de 20 comércios por dia, determinada pelo Comando Geral, e até o momento não encontramos alterações”.

Ferreira Filho diz que a população pode entrar em contato com o 190 para denunciar casos de descumprimento da determinação do uso de máscara nos comércios. “As guarnições serão avisadas e irão até os estabelecimentos fiscalizar”.

De acordo com o comandante da PM, ao encontrar algum estabelecimento em que os funcionários não estão usando máscara, a polícia faz a notificação do local. Se voltar a acontecer, o comércio é fechado por tempo indeterminado.

O comandante, lembra, porém, que a Polícia Militar fiscaliza somente o que está no decreto estadual, ou seja, não faz a fiscalização do uso da máscara na rua. 

“O decreto estadual exige máscara no comércio e não na rua, por isso, não podemos interferir nessa questão. Nada impede que o funcionário fique sem a máscara enquanto não tem clientes no estabelecimento, mas é obrigatório colocar assim que uma pessoa entra no local”.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte omunicipio.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SHOPPING CART

close