Uncategorized

Saiba qual é a melhor forma de higienizar sua máscara

Por quanto tempo? Os cientistas ainda estão analisando exatamente quanto tempo o SARS-CoV-2 dura nas superfícies, no ar e nas máscaras. Evidências preliminares divulgadas no fim do mês passado, sem ainda terem sido revisadas por pares, constataram que resíduos do coronavírus permaneceram por tempo considerável nos respiradores N95.

“O que devemos ter em mente é que o vírus pode permanecer contagioso por várias horas, provavelmente por alguns dias, em diversas superfícies, incluindo as máscaras”, de acordo com Amandine Gamble, uma das autoras do estudo e especialista em doenças infecciosas da Universidade da Califórnia em Los Angeles. Ela suspeita que o coronavírus fique afixado nas fibras da máscara, o que representa um risco até que, com o tempo, ocorra a degradação espontânea do germe. Por esse motivo, os CDCs desaconselham o uso do respirador N95 por mais de oito horas no total e, a menos que especificado de outra forma pelo fabricante, esses filtros faciais devem ser descartados após cinco reutilizações.

Mas mesmo fora dos hospitais, os respiradores N95 reutilizados repetidamente em público podem coletar vírus ao longo do tempo e aumentar as chances de exposição acidental do usuário.

“O importante é saber que a probabilidade de infecção aumenta com o número de partículas virais com as quais se tem contato”, ela explica. “Não é um processo variável, mas gradual.”

As luvas podem ser reutilizadas e lavadas?

As organizações de saúde pública não recomendam o uso de luvas de qualquer tipo para evitar contaminação pelo coronavírus.

“Se sua pele estiver intacta, serve como uma barreira imunológica bastante eficaz”, diz Graham, acrescentando que também não há evidências de que o coronavírus possa atravessar um corte e ressaltando que ele não circula bem na corrente sanguínea.

No entanto, se suas preocupações forem grandes a ponto de não conseguir seguir as diretrizes de saúde e você sentir a necessidade de uma camada extra de proteção, tenha o mesmo cuidado que teria com as mãos sem luvas. Limite o número de objetos que você toca e, como sempre — não toque no seu rosto.

 “Preocupo-me com o fato de que algumas pessoas acreditam estar protegidas” com as luvas, diz Jane Greatorex, virologista da Universidade de Cambridge, no Reino Unido “que precisam ser descartadas ou lavadas da mesma forma que a mãos.”

Os CDC fornecem instruções passo a passo sobre como retirar as luvas e recomenda lavar as mãos depois de retirá-las.

“As luvas de uso único não devem ser lavadas, pois há grandes chances de haver um furo nas luvas”, diz Santarpia. “As pessoas devem se concentrar muito mais na higiene das mãos do que no uso de luvas.”

E as outras peças de roupa que estou vestindo?

Ir ao supermercado não significa que você precise jogar fora suas roupas. Isso porque vírus envelopados como os coronavírus não sobrevivem facilmente em superfícies porosas, como camisetas de algodão, blusas de poliéster e jeans.

A disseminação dos coronavírus ocorre principalmente por meio de gotículas respiratórias, compostas principalmente de água e que mantêm o vírus úmido até ele encontrar outro corpo. Com o tempo — que varia de alguns dias a uma semana — os vírus se deterioram e simplesmente secam, diz Gerardo Lopez, microbiologista ambiental da Universidade do Arizona que estudou como ocorre a transmissão dos vírus em diversas superfícies.

Por ser um germe que se espalha tão facilmente como o SARS-CoV-2, ele explica que é importante limpar frequentemente qualquer coisa — mãos, máscaras, maçanetas, telefones — que receba contato humano regularmente. “Não subestime a possibilidade de permanência de um vírus sobre algo”, acrescenta Lopez.

Mas não é preciso se preocupar com as roupas que você utiliza no dia a dia. Quando as gotículas respiratórias pousam em tecidos como o algodão, elas absorvem um pouco da umidade, secando as gotículas e expondo as partículas do vírus e seus frágeis envelopes ao ar.

“A camada lipídica externa vai secar e a proteína que ele precisa para se afixar nos receptores deixa de funcionar”, diz Lopez. O material genético do vírus pode até permanecer, “mas não é mais viável”, acrescenta ele. E sua máquina de lavar cuidará disso.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.nationalgeographicbrasil.com

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *