Uncategorized

Sem máscara, Bolsonaro tropeça e cai antes de inaugurar hospital de campanha em Goiás; confira fotogaleria

ÁGUAS LINDAS (GO) — O presidente Jair Bolsonaro inaugurou nesta sexta-feira, em Águas Lindas (GO), o primeiro hospital de campanha construído pelo governo federal para auxiliar no combate ao novo coronavírus.

O hospital teve a construção finalizada em abril, mas só irá entrar em funcionamento agora, devido a um atraso na transferência da gestão para o governo de Goiás. Bolsonaro havia vistoriado as obras no dia 11 de abril, com o então ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.

Sonar: As quatro razões que explicam a guerra do pastor Silas Malafaia com Facebook e Twitter

Bolsonaro viajou para Águas Lindas de helicóptero. Ao desembarcar, enquanto andava em direção ao hospital, o presidente tropeçou e caiu no chão, mas foi rapidamente socorrido. Ele não utilizava máscara.

 

Em seu discurso na cerimônia, Bolsonaro disse torcer para que poucas pessoas precisem do hospital. 

— Do fundo do coração, torço para que pouca gente venha para cá, que é sinal de que não precisa de atendimento.

Centrão: PL indicou delatado da Odebrecht para presidir Banco do Nordeste

Sem fazer nenhuma referência às vítimas da Covid-19 — na quinta-feira, foram divulgadas 1.473 óbitos, um número recorde —, o presidente disse torcer para que pandemia se atenue para que o comércio possa voltar.

— A gente espera que essa questão do vírus, se Deus quiser, se atenue rapidamente, de modo que o comércio volte a funcionar, e o efeito colateral do combate à pandemia não seja mais danoso do que o próprio vírus em si.

Em seu discurso, Bolsonaro mencionou também impostos para armas, carteiras para aviadores, tacógrafos, taxímetros, chips em bombas de combustíveis, multas no agronegócio e pardais.

No mês passado, o GLOBO revelou que o governo federal contratou, sem licitação e sem consultar potenciais concorrentes, uma empresa acusada de ter sido favorecida ilegalmente pelo governo do Piauí para construir o hospital de campanha.

Também estiveram presentes na cerimônia o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, e os ministros Eduardo Pazuello (interino da Saúde), Walter Braga Netto (Casa Civil) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia).

Caiado, que sempre foi um aliado de Bolsonaro, chegou a criticar diversas vezes a gestão da pandemia feita pelo presidente. Entretanto, houve uma reaproximação, e no evento desta quinta o governador elogiou diversas vezes Bolsonaro.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte oglobo.globo.com

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *