Uncategorized

Vistoria no Hospital da Vida revela falta de estrutura para combater Covid-19

Blog Giga Medical

Vistoria no Hospital da Vida revela falta de estrutura para combater Covid-19 -

Vistorias realizadas por órgãos fiscalizadores ligados a saúde pública revelam que o Hospital da Vida tem graves problemas de estrutura para o enfrentamento da Covid-19. Pelo menos dois relatórios elaborados pelo Conselho Municipal de Saúde, Conselho Regional de Enfermagem (Coren/MS) e Sindicato dos Servidores dos Setores de Enfermagem da Grande Dourados (Sindenf), apontam para déficit de servidores, falta de equipamentos essenciais para pacientes que precisam de respiração artificial, equipamentos de proteção individual, entre outros. Os documentos foram encaminhados para o Ministério Público Estadual e autoridades municipais.

De acordo com os relatórios, constatou-se que não há separação no fluxo de pacientes com queixas respiratórias dos que apresentam outros problemas de saúde. São os mesmos profissionais que atendem a todos os pacientes, independente da patologia. Os recursos são limitados, haja vista ter somente um termômetro digital infravermelho.

Segundo o Coren “esse modelo de classificação de risco, em que todos os pacientes ocupam o mesmo espaço físico e são atendidos por um único profissional, de fato pode expor a infecção de todos os indivíduos (profissionais e pacientes) que não estejam protegidos por equipamentos de proteção individual. O recomendado é separar a classificação de risco de pessoas com sintomas respiratórios dos demais problemas de saúde. Essa é uma estratégia para reduzir o potencial de infecção e, ainda, o uso racional de roupas especiais para o manejo de pessoas portadoras do Coronavírus”, relata.

Outra constatação ocorreu no setor reservado para pessoas com problemas respiratórios, que está em fase de conclusão de obras importantes para o manejo de pessoas infectadas pelo Coronavírus. “Há condições de restringir a circulação de pessoas, de modo a não ter circulação de profissionais e pacientes, sem, com isso, prejudicar a assistência”, relata o documento.

O Conselho relatou ainda a preocupação com os recursos humanos específicos para a nova ala hospitalar para atendimento de pacientes com coronavirus, obra que deve ficar pronta nos próximos dias. “A instituição enfrenta déficit de profissionais de enfermagem e, no momento da fiscalização, havia somente dois médicos para atendimento dos pacientes nas áreas de classificação de risco, com isso, há necessidade de aumentar os recursos humanos, quando do funcionamento desse novo setor”.

 A vistoria cita ainda algumas situações como: ausência de pia e dispenser (álcool e sabão), ausência de banheiro e vestiário para o colaborador, sem painel/régua de gazes, sendo impossível o funcionamento do ventilador de transporte, mantendo os pacientes mais graves com ventilação por meio de bolsa válvula máscara (AMBU), onde não contamos com filtro adequado, ausência de aspiração fechado – trach care, o oxigênio está sendo disponibilizado por meio de torpedo, o que torna necessário a entrada da equipe de manutenção, que muitas vezes não está paramentada e não tiveram treinamento para tal situação; ausência de termômetro adequado, não há identificação das áreas (quente ou fria , limpa ou contaminada), não há limite de transitação e ausência de refeitório e dormitório exclusivo para esses profissionais.

“Essa parte da denúncia merece especial atenção, pois compromete a assistência, devido a indisponibilidade de equipamentos essenciais para o manejo de pessoas em respiração artificial. Além de recursos humanos e equipamentos de proteção individual, é preciso recursos materiais para a manutenção da vida. Constatou-se a improvisação de oxigênio por meio da oferta por torpedos portáteis e a inexistência do sistema de aspiração fechado (trach care)”, relata o Conselho.

As autoridades em saúde pedem que seja rediscutido o  plano de contingência, assegurando minimamente a participação de representantes das equipes multiprofissionais, minimamente: bioquímicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas e médicos. Também destacam a necessidade de se fazer gestão junto aos responsáveis pelas obras, visando o trabalho ininterrupto para a conclusão o mais rápido possível; prover todos os materiais essenciais para o manejo de pessoas em ventilação mecânica; oferecer roupas (privativos) para todos os profissionais do Hospital da Vida. Comprovar o estoque de materiais de equipamento de proteção individual.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câmara retoma atividades com reforço nas medidas de segurança sanitária e controle de acesso ao prédio
Câmara Municipal

Câmara retoma atividades com reforço nas medidas de segurança sanitária e controle de acesso ao prédio

08/06/2020 15:47

Câmara retoma atividades com reforço nas medidas de segurança sanitária e controle de acesso ao prédio
Procon retoma atendimento em sede provisória
Dourados

Procon retoma atendimento em sede provisória

08/06/2020 14:40

Procon retoma atendimento em sede provisória
MPF investiga omissão de socorro à indígena com covid-19 em Dourados
Reserva

MPF investiga omissão de socorro à indígena com covid-19 em Dourados

08/06/2020 14:02

MPF investiga omissão de socorro à indígena com covid-19 em Dourados
Com MS Digital, feriado prolongado deixa de ser problema para quem precisa dos serviços do Estado
MS Digital

Com MS Digital, feriado prolongado deixa de ser problema para quem precisa dos serviços do Estado

08/06/2020 13:26

Com MS Digital, feriado prolongado deixa de ser problema para quem precisa dos serviços do Estado
Manifestantes precisam se proteger da COVID-19, diz agência de saúde da ONU
Covid-19

Manifestantes precisam se proteger da COVID-19, diz agência de saúde da ONU

08/06/2020 10:34

Manifestantes precisam se proteger da COVID-19, diz agência de saúde da ONU

Últimas Notícias



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.progresso.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *