Uncategorized

Uso de máscara aliado à maquiagem pode causar danos à pele – Verso

Blog Giga Medical

O uso diário da máscara, juntamente com make, pode agravar os casos de acne, gerar irritações, alergias, manchas nas regiões lesionadas e intensificar o ressecamento da face. Segundo a dermatologista da Unimed, Dra. Ana Glória Melo, passar muitas horas por dia com a máscara e ao mesmo tempo maquiada, vai gerar um ambiente abafado, com substâncias que podem prejudicar a pele.

Portanto, para evitar situações desagradáveis, a especialista faz algumas recomendações. Antes de se produzir e colocar a máscara para iniciar a jornada de trabalho ou quaisquer outras atividades, é fundamental cumprir a rotina de skincare, a exemplo da higienização e hidratação com produtos específicos para cada tipo de pele. Além disso, a aplicação de protetor solar adequado, em todo o rosto, ajuda a manter a integridade da derme. 

“Nese período, principalmente, o ideal é que os produtos sejam prescritos por dermatologista. Mas, no geral, são cosméticos que limpem sem ressecar; hidratantes livres de óleo, para conservar a barreira cutânea com substâncias calmantes; protetores solares de toque seco e não comedogênicos ”, aconselha a médica. 

Maquiagem

Em relação à produção da make, a dermatologista afirma que, quanto mais itens aplicados na pele, maior é a chance de acúmulo de sujeira e, consequentemente, contaminação com vírus e bactérias

Por conta disso e por ser um período no qual, uso da máscara é primordial e obrigatório, a especialista aconselha dar uma pausa nos batons, bases, pós e blushs. Para quem não abre mão da maquiagem, uma boa pedida é investir a região dos olhos, a exemplo de sombras e rímel. 

“Essa é a única área do rosto que não tem contato com a máscara. Portanto, a aplicação da make não prejudicará, nem a funcionalidade do equipamento, nem a pele que fica por baixo dela”, complementa a dermatologista da Unimed Ana Glória Melo. 

Tipo de máscara

Para quem está retornando ao trabalho, e que não seja da área da saúde, a indicação é o uso de máscaras de tecido. A orientação é que o equipamento de proteção individual (EPI) caseiro seja confeccionado em 3 camadas, sendo a externa resistente à água. 

“A camada que fica em contato direto com a pele deve ser em tecido 100% algodão. Evite o material sintético, ele pode aumentar irritações no rosto”, afirma a profissional. 

De acordo com a Dra. Ana Glória, a máscara deve ser usada durante todo o expediente. Um alerta importante: evite tocar na máscara e, ao colocá-la e retirá-la, o correto é segurar pelo elástico. Higienizar as mãos antes e após esse procedimento. Na hora de lavar a peça protetiva, dê preferência ao sabão neutro ou de coco. 





Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte diariodonordeste.verdesmares.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *