Uncategorized

Comitê se reúne, mas PMU ainda não decidiu sobre novas aberturas Jornal da Manhã

Blog Giga Medical


Nova discussão está prevista para acontecer hoje, porém ainda é incerto se haverá avanço no plano de retomada de novos setores econômicos




19/06/2020 – 00:00:00.
– Por Gisele Barcelos

FotoJairo Chagas

Comitê voltou a se reunir ontem para discutir possibilidade de abertura de bares, restaurantes e academias, mas não houve consenso

Comitê técnico de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) se reuniu ontem, mas não houve nenhum posicionamento da Prefeitura sobre a possível liberação para a reabertura de bares, restaurantes e academias. Uma nova discussão está prevista para acontecer hoje, porém ainda é incerto se haverá avanço ou não no plano de retomada de novos setores econômicos.

Por enquanto, estão mantidas as regras que permitem a abertura de estabelecimentos do comércio, indústria e serviços com a assinatura do termo de responsabilidade sanitária. Galerias e shopping centers também estão autorizados a funcionar. O decreto atual tem validade até domingo (21). O município pode apenas prorrogar o texto mais uma vez, caso o comitê técnico aponte que ainda não há condição para a reabertura de novos setores.

Enquanto a Prefeitura ainda estuda a situação de Uberaba, o Estado apresentou ontem uma atualização sobre a proposta de retomada econômica nas regiões mineiras. A recomendação para as cidades do Triângulo Mineiro permanece a mesma, sendo orientado que os municípios continuem na primeira etapa e apenas com serviços essenciais abertos.

Por outro lado, as macrorregiões de Saúde Centro e Norte foram orientadas a retroceder no plano de reabertura das atividades porque apresentaram aumento expressivo no número de casos da doença, colocando em risco a capacidade assistencial da rede hospitalar.

Com o retrocesso, os 101 municípios da macrorregião Centro, que engloba a Região Metropolitana de Belo Horizonte, estão orientados a manter abertos somente os serviços essenciais, como padarias, farmácias e supermercados. Já as 86 cidades do Norte estão orientadas a fechar temporariamente estabelecimentos como papelarias, salões de beleza e lojas de roupas. Podem continuar funcionando os serviços essenciais e as atividades autorizadas na onda branca, a exemplo das autoescolas, lojas de artigos esportivos e floriculturas.

Governador pede maiores cuidados a prefeitos e fala em adotar medidas mais drásticas

Em entrevista coletiva ontem, o governador Romeu Zema (Novo) pediu para que prefeitos mineiros redobrem cuidados e afirmou que o Estado pode tomar “medidas mais drásticas” para conter a curva ascendente de casos confirmados e mortes pela Covid-19. Minas tem, de acordo com o boletim epidemiológico de ontem, 570 mortes causadas por coronavírus e registrou a segunda pior marca de mortes confirmadas em um dia.

Na entrevista, o governador ainda ressaltou que o crescimento verificado esta semana está acima do esperado. Zema afirmou que a “trajetória ascendente não pode continuar” e que o crescimento tem “causado desconforto” ao governo devido ao risco de sobrecarga da rede hospitalar. “Essa trajetória ascendente não pode continuar, sob pena de que, dentro de um mês, tenhamos um estrangulamento total do sistema de saúde, apesar dos esforços que fazemos”, disse.

Presente à entrevista, o secretário estadual de Saúde, Carlos Amaral, não descartou a possibilidade de o Estado determinar o lockdown, que é o fechamento total de atividades, em regiões em que for verificado descontrole no combate ao novo coronavírus. “Todas as possibilidades estão sobre a mesa. Nós temos chances, sim, de ter lockdown em algumas regiões, algumas cidades”, manifestou.

 

Leia mais

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte jmonline.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *