Uncategorized

Cerca de 1,2 mil funcionários da BRF Chapecó testaram positivo para Covid-19

Blog Giga Medical

Pelo menos 1,2 mil trabalhadores da BRF em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, já tiveram contato com a Covid-19. Os 4,8 mil funcionários da unidade realizaram o teste IgG/IgM, e o resultado apontou que 9,2% testaram positivo e 16% apresentaram anticorpos para o vírus. A maior parte, 74,7%, teve resultado negativo para o coronavírus.

A testagem foi concluída no domingo (21), e quem testou positivo ou apresentou anticorpos foi encaminhado para um segundo exame, o RT-PCR. Esse modelo consegue identificar o vírus no período em que ele está ativo no organismo. Os resultados do RT-PCR serão concluídos essa semana.

Os funcionários que testaram positivo para Covid-19 foram afastados das funções. Ele irão receber tratamento e serão acompanhados pela área de saúde ocupacional da empresa. As famílias também são assistidas e orientadas sobre os devidos cuidados durante o tratamento.

Chapecó tem 1.251 casos de coronavírus e nove mortes em função da doença, segundo dados divulgados na segunda-feira (22) pelo Governo do Estado. Com a testagem na agroindústria, a cidade passa a ser a segunda com o maior número de casos. 

Em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, o prefeito Luciano Buligon disse mapear o vírus e entender como ele se comporta na cidade é importante para poder tomar decisões acertadas.

– Não estamos preocupados se vamos liderar ou não os números em Santa Catarina, o que nos interessa é saber o movimento do Covid. O número de óbitos hoje é abaixo da média do Estado e longe da média Brasil. A ocupação hospitalar que é o termômetro, também, e que vai nos dando ferramentas para os próximos passos – disse.

A testagem na planta de Chapecó cumpriu acordo entre a Companhia e o Ministério Público do Trabalho-SC, o Ministério Público Estadual e a Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.nsctotal.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *