Uncategorized

DESPERDÍCIO: Estrutura hospitalar completa está inativa na zona Leste de Porto Velho

Blog Giga Medical

Durante a noite desta última quinta-feira (25) o deputado federal Léo Moraes (PODEMOS) foi até o bairro Mariana, localizado na zona Leste de Porto Velho, para fiscalizar a denúncia de cidadãos que davam conta de uma estrutura hospitalar completa que está inativa e poderia atender a comunidade da região.

 

No local, o congressista encontrou dezenas de leitos vazios, um hospital completo, climatizado, com toda a capacidade de atender a comunidade portovelhense que vem sofrendo com a falta de leitos durante a pandemia de Coronavírus.

 

“Nós temos aqui uma estrutura pronta do poder público não utilizada, porém com investimentos, com recursos, com mau planejamento, enquanto o Regina Pacis gastaram R$ 12 milhões para doze leitos de UTI”, disse o deputado Léo Moraes.

 

 

Completo, o hospital conta sala de administração, consultórios, vestiários, áreas externas e cinco blocos com aproximadamente treze leitos cada um deles. Além disso, o hospital possui um almoxarifado com diversos insumos para Saúde, que ultimamente andam em falta em todo o mundo.

 

A farmácia do hospital também está com diversos medicamentos, entre eles, Ivermectina, Azitromicina e hidroxicloroquina que estão incluídos no protocolo de atendimento para pacientes infectados por COVID-19.

 

Antes da pandemia o local servia como o Centro de Reabilitação de Rondônia – CERO e aproximadamente 41 servidores que estavam à disposição desse hospital foram realocados para o Regina Pacis.

 

“A bancada federal está à disposição para que cobrem da gente, estamos mandando recursos para a compra de equipamentos. Olha o absurdo de gestão por falta dela que acontece na capital de Rondônia”, falou Léo Moraes.

 

O deputado segue em Rondônia onde acompanhará as ações do poder público no combate ao COVID-19. Órgãos de fiscalização serão acionados para que o Governo do Estado esclareça esses fatos. 



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte rondoniaovivo.com

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *