Uncategorized

Estado Atual – Local deverá contar com dez leitos de UTI

Blog Giga Medical

Conforme a Secretaria de Saúde de Congonhas, nos próximos dias o número pode ser duplicado.

A superintendente regional de Saúde, Hérica Vieira
Santos, visitou em companhia dos técnicos da Vigilância Sanitária e do
coordenador da Atenção à Saúde daquele órgão, o Hospital Bom Jesus, nessa
terça-feira, 23 de junho, para avaliarem a área onde estão localizados os
leitos de cuidados avançados, destinados exclusivamente a pacientes com
Covid-19.

Atualmente existem seis leitos que podem funcionar
como UTI, graças a chegada de novos equipamentos recentemente. 
“Trabalhamos para chegarmos aos dez leitos de UTI nos próximos dias e para,
futuramente, conseguirmos outros dez. Esta medida está prevista no plano
macrorregional, após realização de estudo no final de março, que estimou a
necessidade de 19 leitos de UTI em Congonhas, cidade sede da Microrregião de Saúde.
Durante a conversa com o prefeito Zelinho e o Dr. Rafael Cordeiro [diretor
técnico do Hospital Bom Jesus], esclarecemos dúvidas relacionadas a habilitação
de leitos, para que estejam disponíveis para uso. Atendidas as exigências
apontadas pelo Estado, este disponibilizará equipamentos (respiradores e
cardioversor) para transformar os seis leitos de suporte avançado em dez de
UTI. Esta ampliação e habilitação dos leitos depende também da chegada de um
equipamento de hemodiálise para o Hospital, que, segundo a Associação
Hospitalar, já está sendo transportado para Congonhas”, explica a
superintendente regional de saúde.

Em uma segunda etapa, a Secretaria de Estado de Saúde tem interesse em ajudar o Município a conquistar outros dez leitos, assim que as obras do novo complexo hospitalar forem concluídas possibilitando, assim, a ampliação.

Ainda segundo o Hospital Bom Jesus, o tomógrafo que
comporá o Centro de Imagens também já está a caminho de Congonhas e será
instalado também no novo complexo.

A Superintendência Regional de Saúde está
intensificando o trabalho de vistoria dos hospitais para viabilizar a instalação
de novos leitos de UTI nos municípios. Equipamentos e o custeio do serviço são
considerados de valor elevado e os municípios carecem do apoio do Estado e da
União para instalá-los e mantê-los disponíveis para toda a rede do SUS.

Pandemia

A exemplo dos seis primeiros, os quatro novos leitos de UTI funcionarão na ala criada, já no novo complexo do Hospital Bom Jesus, especialmente para tratamento de pacientes da Covid-19, o que poderá desafogar um pouco a situação. Hérica Vieira lembra que o pico de contaminação no Estado está próximo. “Havia uma previsão de pico para o final do mês de julho e o Estado nos informa que pode haver um recuo para o meio do mês, porque o número de contaminação aumentou. Então, esta curva pode se estabilizar, mas o mais provável é que ela desça e se mantenha, em um platô, por um período. Como a doença depende muito do comportamento humano, é muito importante que consigamos conscientizar a população a adotar medidas como uso de máscara, lavar as mãos com frequência e, quando não for possível, usar álcool em gel. Estas são as únicas medidas para prevenção atualmente, daí a importância da mobilização social. Com diz o secretário de Estado [Carlos Eduardo Amaral Pereira da Silva], não adianta haver organização hospitalar e de toda a rede assistencial para atendimento de pacientes, se a população não aderir às medidas, como as já citadas e outras como o distanciamento e não tocar no rosto. Não temos ainda vacina e nenhum tratamento efetivo para esta doença. O comportamento dela é muito instável, não sabemos como ela vai reagir no organismo de cada pessoa”.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte estadoatual.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *