Santos já aplicou 74 multas em moradores que não utilizavam máscara protetora Leave a comment

Blog Giga Medical

Santos é a única cidade da Região que prevê, em decreto (nº 8.944, de 23 de abril de 2020), multa aos munícipes que se recusarem a usar a máscara. Nos outros municípios a penalidade fica restrita aos estabelecimentos, ou seja, pessoa jurídica.

Na primeira semana de flexibilização do uso da orla da praia santista, 70 pessoas foram multadas por não usarem o item de proteção. O valor da multa é de R$ 100. Em relação aos estabelecimentos comerciais, nenhum infringiu as regras, de acordo com a Prefeitura. Para empresas, o valor pela infração é de R$ 3 mil.

Até o momento, as multas somam R$ 7 mil, dinheiro que será revertido na aquisição de máscaras para munícipes em vulnerabilidade social. Ao todo, já foram distribuídas em torno de mil máscaras na cidade.

Quem constatar irregularidades poderá auxiliar ligando para o disque denúncia através do telefone 153, que atende durante 24 horas.

Cubatão também precisou fazer uso do recurso para impor as novas regras sanitárias. Por lá, quatro multas no valor de R$ 690,56 foram aplicadas em estabelecimentos que descumpriram as diretrizes.

O valor arrecadado não é vinculado e vai para o tesouro, onde o Governo elenca as prioridades.

CAMPANHA.
Para reforçar junto à sociedade a importância do uso da máscara como forma de proteção e combate ao Coronavírus, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está fazendo uma campanha em suas redes sociais para incentivar a medida. As mensagens alertam que o cuidado é pessoal, mas os benefícios da utilização do equipamento são coletivos: ao usar a máscara, além de se proteger contra o vírus que pode estar circulando à sua volta, a pessoa impede a transmissão da Covid-19 aos demais, caso esteja com a doença e ainda não saiba.

Os posts são feitos nas redes sociais da ANS – Facebook, Twitter, LinkedIn e Instagram – com a hasthag #EuUsoMáscara, chamando atenção para a responsabilidade individual e coletiva no combate à pandemia. Junto com os cuidados básicos de higiene e distanciamento e isolamento social recomendados pelas autoridades de saúde, a utilização desse equipamento protetivo não é apenas um cuidado pessoal, mas um compromisso com a saúde de todas as pessoas ao redor.

É importante destacar que as restrições de circulação impostas com o objetivo de evitar aglomerações ainda são o principal fator de controle da doença e devem ser respeitadas. (Vanessa Pimentel)



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.diariodolitoral.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SHOPPING CART

close