Com 87% das UTIs ocupadas, Hospital de Base receberá aporte de R$ 45 mi Leave a comment

Blog Giga Medical

O Governo do Distrito Federal destinou R$ 45 milhões, a título de crédito suplementar, ao Hospital de Base. A movimentação de recursos consta em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal dessa terça-feira (30/06).

De acordo com informações da Sala de Situação, site criado para monitorar o avanço do novo coronavírus no Distrito Federal, apenas oito dos 66 leitos de UTI do Hospital de Base estão disponíveis para novas internações. Ou seja, a taxa de ocupação é de 87%. Os dados foram atualizados às 21h05.

Em toda a rede pública de saúde, o índice é de 62,43%. Ao todo, 503 leitos com respiradores estão reservados para pacientes acometidos pelo novo coronavírus, sendo que 314 estão ocupados.

O número leva em consideração os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e de Unidade de Unidade de Cuidado Intermediário (UCTI) adulto e neonatal.

No Hospital Regional da Asa Norte (HRAn), referência no tratamento do novo coronavírus, 18 dos 20 leitos de UTI reservados estão ocupados. Há, na unidade médica, 10 espaços classificados como UCTI, todos disponíveis.

O Hospital Regional de Santa Maria concentra o maior número de leitos destinados a pacientes com Covid-19. Na unidade, 90% dos leitos de UTI estão ocupados – 81 de 90. Todos os 10 espaços classificados como UCTI do hospital estão vagos.

A taxa de ocupação das UTIs nos hospitais privados é de 90,67%. De acordo com informações da Sala de Situação, 199 leitos dos 225 reservados para pacientes com Covid-19 estão ocupados.

Confira:

0

Divulgação dos dados
Após ofício do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) classificado como urgente, a Secretaria de Saúde solicitou providências para encaminhamento de relatório dos leitos de UTI destinados a pacientes com o novo coronavírus, bem como o número de pessoas com a Covid-19 que esperam pela internação.

A gerente da Central de Regulação da Internação Hospitalar, Ana Aline Freitas, despachou nessa segunda-feira (29/06) o assunto para providências e o atendimento a partir dessa terça-feira (30/06). Os dados devem ser enviados diariamente por e-mail, às 6h30, conforme o documento.

O despacho orienta que a planilha de altas de UTI dos leitos gerais também deve ser remetida ao MPDFT todos os dias após a atualização do plantão matutino.

Em ofício direcionado ao Complexo Regulador da Secretaria de Saúde do DF, o MPDFT disse que, desde 8 de junho de 2020, não recebeu mais os quadros situacionais periódicos que deveriam ser encaminhados pelo órgão.

O documento, assinado por três promotores de Justiça e datado da última sexta-feira (26/06), reitera o pedido para envio dos relatórios de leitos de UTI Covid-19, por unidade de saúde, distinguindo os ocupados, vagos e bloqueados.

A ocupação dos leitos destinados para infectados pela Covid-19 chegou a quase 100% na manhã desta terça-feira (30/06). O relatório interno da Secretaria de Saúde aponta que, às 7h, havia 295 vagas ocupadas, 150 bloqueadas e apenas três disponíveis.

Esses dados são diferentes dos divulgados pela pasta oficialmente, na sala de situação. A Secretaria de Saúde aponta, nessa fonte, que a ocupação dos leitos gerais de saúde chegou a 88%.

Processo judicial
A força-tarefa do MPDFT criada para monitorar as ações de combate ao novo coronavírus ingressou na Justiça para que a Secretaria de Saúde informe, de forma oficial e diária, a ocupação dos leitos por pacientes acometidos pela doença.

No requerimento apresentado nessa segunda-feira (29/06) à 1ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal, o MPDFT pede que “o GDF fique obrigado a divulgar no site Sala de Situação apenas dados extraídos dos relatórios diários elaborados pela Central de Regulação de Internação Hospitalar, considerados mais compatíveis com a realidade”

Secretaria de Saúde
A Secretaria de Saúde divulgou nota sobre os dados apresentados na Sala de Situação. No texto, a pasta afirma que as informações “correspondem à real estrutura montada para o atendimento aos pacientes infectados pelo coronavírus e que necessitam de suporte ventilatório”.

A nota afirma, ainda, que a Central de Regulação da pasta trabalha na distribuição das demandas de internação de acordo com o critério de classificação dos leitos de UTI e UCTI adulto e neonatal. “Todos estes leitos possuem suporte ventilatório, pré-requisito indispensável para o tratamento dos casos graves da Covid-19, porém, nem todos estão, obrigatoriamente, cadastrados na Central de Regulação”.

“Portanto a Central só visualiza aqueles que constam na regulação central, ficando os demais, disponibilizados nos hospitais referenciados pela Secretaria de Saúde para atendimento de pacientes do coronavírus”, conclui o texto.

 

 

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.metropoles.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SHOPPING CART

close