Afetado pela pandemia, setor da cultura faz campanha pelo uso de máscara Leave a comment

Blog Giga Medical

Renata Oliveira, da Yara Produções Artísticas, iniciou campanha (Foto: Redes sociais)

Na última semana, artistas e produtores culturais de Itu realizaram uma campanha para incentivar o uso da máscara e os cuidados para combater a pandemia de Covid-19. Pelas redes sociais, eles postaram fotos em preto e branco usando o equipamento de proteção com um pedido de ajuda: “o setor cultural pede socorro”.

Eles lembram que a área foi uma das mais afetadas pelas medidas de distanciamento social, estando há mais de 100 dias sem poder realizar shows, apresentações teatrais e outras atividades culturais que envolvam a presença de público. “Fique em casa para que possamos retornar nossas atividades o mais rápido possível”, pede, por fim, o manifesto.

A iniciativa em Itu partiu da produtora artística Renata Oliveira, da Yara Produções Artísticas. Ela conta que, após o anúncio do retorno da região para a fase vermelha, tirou uma selfie e postou no Facebook com o texto de revolta. “Postei para meus conhecidos terem consciência”, relata. “Quando postei, a Yara (Nápoli) gostou muito e pediu aos colaboradores para também postarem suas fotos e o texto”, prossegue. Artistas saltenses também compartilharam a mensagem após ela viralizar no WhatsApp e redes sociais.

Renata conta que “não vê a hora” de voltar às atividades. Enquanto isso, as mesmas são adaptadas de forma virtual. “Não vemos a hora de poder voltar de fato. Em relação aos espetáculos, nossa intenção é iniciar sim, mesmo que com a capacidade dos teatros reduzidas, assim que o governo do estado liberar. O YPA está ensaiando online seu novo espetáculo ‘Auto da Compadecida’, está sendo difícil, mas seguimos”, declara.

Yara Nápoli também compartilha do desejo de logo voltar às atividades. “Nós da classe artística somos os últimos a voltar. Temos que ter paciência, e mais do que nunca ser muito criativos para conseguir sobreviver a tudo isso”, comenta. “Não podemos desistir, com esperança e com muito amor no coração, e paixão pelo que fazemos”.

Ontem (03), o Governo de São Paulo anunciou a antecipação da autorização de reabertura de teatros, cinemas, salas de espetáculo, academias e a realização de eventos culturais para regiões que estejam na fase amarela do Plano SP.

A princípio, serão permitidos apenas eventos com público sentado e a previsão é a de que a reabertura ocorra no dia 27 de julho na capital paulista, quando a região completa uma estabilidade de quatro semanas na fase amarela. No interior, isso só deverá ocorrer no início de setembro.

Lei Aldir Blanc

Entrou em vigor na terça-feira (30/06), após sanção do presidente Jair Bolsonaro, a lei que destina R$ 3 bilhões para amenizar os impactos da pandemia de Covid-19 no setor cultural. O dinheiro será usado para bancar uma renda emergencial de R$ 600 para os trabalhadores da cultura e para conceder subsídios e financiar a manutenção de empresas e de espaços artísticos e culturais, como teatros, escolas de música e dança, circos e bibliotecas comunitárias.

Apelidada de “Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc”, em homenagem ao compositor brasileiro que morreu em maio após contrair o novo coronavírus, a Lei 14.017/20 tem origem no Projeto de Lei 1075/20, da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), que foi relatado na Câmara dos Deputados pela deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ). O auxílio será pago mensalmente em três parcelas sucessivas, a contar de 1º de junho de 2020.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte jornalperiscopio.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SHOPPING CART

close