Uncategorized

‘Orelhas de abano’: Na volta às aulas, pais devem ter cuidado na escolha das máscaras das crianças

Blog Giga Medical

As máscaras se tornaram itens essenciais durante a pandemia em Campo Grande: para entrar no supermercado, em lojas ou no transporte público, elas são obrigatórias. Porém, com o uso prolongado das máscaras no dia-a-dia, surge a dúvida: quais são as consequências do uso do acessório por um longo período de tempo? Uma das dúvidas mais frequentes é se o uso de máscaras pode causas orelhas de abano e a resposta é sim e não. No caso das crianças, o cuidado é necessário, mas no caso dos adultos o problema é raro.

A reportagem conversou com dois cirurgiões plásticos de Campo Grande, que explicam que a máscara só pode provocar uma alteração nas orelhas no caso de crianças. No caso de adultos, é bastante improvável que as máscaras possam provocar o problema. 

“Um adulto dificilmente terá um remodelamento da cartilagem apenas pelo estímulo da máscara. O que acontece é que com uso da máscara, nós notamos mais pontos que antes talvez não observávamos tanto, como orelhas proeminentes, rugas na região da testa e olhos (pés de galinhas)”, explica a cirurgiã-plástica Daniely Farias Bento, da Unimed.

O cirurgião-plástico Márcio Belini, da Cassems, explica que é difícil que as máscaras causem orelhas de abano em adultos porque as cartilagens vão se tornando mais endurecidas com o passar da idade, devido ao depósito de cálcio. “A probabilidade do uso da máscara causar orelha de abano é pequena, mas não podemos desconsiderar que, caso a tração anterior seja forte, contínua e por longo período, poderia causar uma fibrose interna pós-trauma”, ressalta.

Porém, as crianças podem ser prejudicadas, dependendo do tipo de máscara e da pressão do elástico. A médica cirurgiã-plástica Daniely explica que no caso de bebês e crianças, as orelhas ainda são ‘moldáveis’ de cerca maneira.

Com as crianças voltando às aulas em algumas escolas particulares e a obrigatoriedade do uso de máscaras, é preciso cuidados. O médico Márcio Belini explica que alguns cuidados podem evitar as orelhas de abano, como escolher modelos de máscaras mais confortáveis. 

“Os modelos com elásticos maiores ou tiras que você prenda atrás da cabeça, deixando as orelhas livres são mais recomendados. Ou então modelos de máscara com elásticos mais frouxos, com pouca tração anterior do pavilhão auricular”, orienta.

‘Orelhas de abano’: Na volta às aulas, pais devem ter cuidado na escolha das máscaras das crianças

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.midiamax.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *