Uncategorized

É para usar! Chefe médico da NFL explica porque máscaras não são opcionais para treinadores

Blog Giga Medical

A NFL não aliviou para os treinadores e times que desrespeitaram a obrigatoriedade do uso da máscara, item de proteção recomendado contra o coronavírus, à beira de campo. Pete Carroll, Kyle Shanahan, Vic Fangio, Sean Payton e Jon Gruden foram multados em US$ 100 mil, além das respectivas franquias dos comandantes, também penalizadas em US$ 250 mil, totalizando US$ 1,75 milhão. 

Nos últimos dias, os analistas americanos vêm levantando questionamentos sobre a real necessidade de se utilizar o acessório nos jogos, sabendo que todas as pessoas que estão envolvidas no jogo só estão lá porque foram testadas e negativaram para a Covid-19. Alguns ainda afirmaram que a máscara prejudicaria a chamada das jogadas por parte dos treinadores, por isso o festival de máscaras no queixo ou posicionadas de forma contrárias à orientação. 

Mas a NFL descartou qualquer possibilidade de mudança na regra. E a palavra oficial partiu do doutor Allen Sills, o chefe médico da liga. 

– Em primeiro lugar, faz parte do nosso protocolo acordado entre a liga e a associação de jogadores – disse Sills, por meio do canal de mídia da NFL. 

– Portanto, não é opcional que as pessoas sigam esse protocolo, certo? Todas as partes desse protocolo são obrigatórias. Mas, chegando à filosofia por trás disso, apontamos a todos que o teste consistente não é o que nos mantém seguros – explicou o médico.

– Os testes são importantes, mas nenhum teste é perfeito. Temos falsos positivos e falsos negativos, portanto, é possível que você tenha um resultado de teste negativo e ainda assim esteja infectado. Nesses casos, as máscaras são muito importantes. Portanto, pensamos que é apenas mais uma etapa importante na mitigação de riscos. Também direi que algumas das autoridades de saúde pública determinaram que o pessoal da sideline usasse máscaras. Portanto, por todas essas razões, não é algo opcional para nós – finalizou o doutor Allen Sills. 

Muitos técnicos da NFL estão incluídos no famoso grupo de risco, como o caso de Andy Reid, dos Chiefs, que desde o primeiro jogo vem usando uma face shield, além de Bill Belichick e Pete Carroll, os dois técnicos mais velhos da liga. Não importa se os treinadores gostem ou não, a NFL promete manter a linha dura quanto ao cumprimento do protocolo. Caso ele não seja obedecido, a reincidência pode gerar punições ainda maiores aos envolvidos. O curioso do protocolo da NFL é que ele não obriga a utilização das máscaras pelos atletas que estão à beira de campo. Em nenhum momento, a liga estabeleceu qualquer tipo de orientação quanto aos jogadores nos mesmos lugares dos técnicos durante os jogos. 



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.lance.com.br

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *