Uncategorized

Ninguém é obrigado a usar máscara num táxi (e há quem não o faça mesmo) – Vida

Blog Giga Medical


“Eu dava-lhe era nos cornos, se ele viesse sem máscara. Ou dava-lhe nos cornos, ou não entrava o táxi, isso era ponto assente.” E depois concluiu o taxsta: “Os clientes são obrigados a trazer máscara, se não, não entram. Quem é que lhe disse isso? Na central disseram isso? Você deve estar a brincar comigo. Isso é inacreditável. Isso está no Diário da República, é como nos autocarros.”
“, respondeu-nos o taxista – bruto e impaciente, tal e qual a sua forma de conduzir. Era já a quarta viagem que fazíamos para tentar provar uma teoria: não só é possível viajar de táxi sem máscara, como há taxistas e passageiros que o estão a fazer. E há muitos que acham (como o do caso acima) que é proibido o que não é, que um autocarro é o mesmo que um táxi, e que recomendações da DGS são mais do que apenas isso (recomendações, sem força de lei).

A história começou no sábado, 11, quando apanhámos um motorista que não trazia máscara. “Costuma andar sem máscara?”, perguntámos-lhe. “Não é obrigatório, se tiver uma divisória”, respondeu. A divisória era das mais simples, que não vão até ao tejadilho. Trocámos objetos (dinheiro, fatura) e se ele estivesse com Covid-19 era muito provável que o vírus já estivesse nas nossas mãos. Na rua, ligámos para a central de táxis com a ideia de fazer uma reclamação. “Os táxis são considerados transporte privado, não é obrigatório usar máscara”, responderam-nos. “Tem a certeza do que está a dizer?” A resposta foi taxativa: “Absoluta”. E estava certo, como percebemos nas cinco viagens de táxi que fizemos na semana seguinte. 



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.sabado.pt

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *