Deputado Jessé Lopes será investigado por Incentivar o desrespeito as medidas de combate à pandemia de covid-19

Blog Giga Medical

Incentivar a população a desrespeitar as medidas de combate à pandemia de covid-19 previstas em decretos estaduais e municipais é um crime previsto no artigo 286 do código penal – no caso, incitação ao crime de “infringir medida sanitária que tenha como objetivo evitar a propagação de doença contagiosa” (art. 268 C.P.) – e, por isso, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) irá investigar a conduta do Deputado Estadual Jessé Lopes (PSL), que usou as suas redes sociais para estimular seus seguidores a saírem de casa sem máscaras neste feriado.

O procedimento investigatório criminal será instaurado pela Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos do MPSC nesta terça-feira (3-11). A investigação vai analisar as publicações do Deputado Jessé em sua conta no Twitter feitas no sábado (31/10). Na primeira publicação, por volta das 22h de sábado, o parlamentar publicou o seguinte texto: “Neste feriado SAIA de CASA!! Vá viajar, vá no parque ou na praia!! E se puder NÃO USE MÁSCARA!”.

Decretos estaduais que definem as medidas sanitárias contra a covid-19 proíbem frequentar as praias para tomar banho de sol ou para o lazer, sendo permitida apenas a prática esportiva individual, na orla marítima. Os decretos também tornam obrigatório o uso de máscaras na rua, em parques e em qualquer atividade ao ar livre.

As declarações do Deputado Estadual ocorrem justamente no momento em que Santa Catarina registra uma nova onda de aumento de casos de covid-19 e as redes hospitalares pública e privada voltam a apresentar a lotação dos leitos de enfermagem e de UTI em níveis superiores a 84%, em algumas regiões, sendo que muitas unidades já estão com a lotação esgotada.

Nas regiões litorâneas com maior incidência de movimento turístico, como Florianópolis e Balneário Camboriú, a Unimed já suspendeu os procedimentos cirúrgicos eletivos devido à lotação da rede hospitalar com pacientes de covid-19.

Esse quadro é resultado direto da superlotação das praias registrada no último feriadão, do dia de Nossa Senhora Aparecida (12/10), segundo as autoridades de saúde e especialistas da área. O agravamento da situação fez com que o MPSC recomendasse aos Prefeitos Municipais de Florianópolis e Balneário Camboriú a adoção de ações mais rigorosas de fiscalização durante o feriado de Finados. Em Imbituba, o Município de comprometeu com o MPSC a aumentar a fiscalização e a restringir o acesso ás praias por meio de um decreto que suspendeu alvarás e licenças para o comércio na orla e proibiu a permanência de pessoas na faixa de areia.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e as autoridades sanitárias do Estado e dos municípios, o uso de máscaras – não apenas em estabelecimentos comerciais e ambientes fechados, mas nas atividades desenvolvidas ao ar livre – já demostrou ser uma das medidas mais efetivas até o momento para evitar a propagação da covid-19, já que ainda não há tratamentos cientificamente comprovados contra a doença e a prevenção contra o contágio só pode ser efetuada por meio de ações que minimizem as possibilidades de contaminação pelo ar – as máscaras reduzem as chances de que uma pessoa seja infectada por meio da respiração –  e pelo contato direto com o vírus, como a higienização com o uso de do álcool 70%.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte schoje.news

Banhistas ignoram pandemia e não usam máscara no Broa – cotidiano

Blog Giga Medical







 

Apesar da aglomeração, a Represa do Broa em Itirapina registrou baixo movimento no feriado de Finados, em comparação com o feriado anterior de 12 de outubro. 

Segundo o vendedor ambulante, Rafael da Silva, foi registrado o aumento da movimentação no último domingo. 

A maioria dos banhistas não estavam usando máscaras, assim como no feriado de Nossa Senhora Aparecida. Na data, a represa foi reaberta aos turistas depois de ficar sete meses fechada por causa da pandemia da Covid-19 e apresentou lotação. 

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.acidadeon.com

Vila Nova de Gaia tem três espaços para receber doentes Covid e aliviar hospitais

Blog Giga Medical

Vila Nova de Gaia tem três espaços para receber doentes Covid e aliviar hospitais

A Câmara de Vila Nova de Gaia tem disponíveis três espaços para receber doentes covid-19, afastada a hipótese de reativar no Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia / Espinho o hospital de campanha, disse hoje o presidente da câmara.

“Neste momento acho que um hospital de campanha está fora de hipótese porque é muito mais fácil montar um na primavera/verão do que no outono/inverno”, disse Eduardo Vítor Rodrigues no final da reunião do município.

Em contrapartida, acrescentou, existe “a cedência de espaços, como a Casa do Bombeiro, na Aguda, ou centro de hospedagem do Parque Biológico e, se necessário, o Centro de Alto Rendimento, na Lavandeira, para ceder ao hospital. E aí tem tudo, casas de banho, aquecimento, é um edifício, não uma tenda”.

Frisando que à câmara compete “disponibilizar [espaços] e não meter lá pessoas”, tarefa que “cabe às autoridades de saúde”, o autarca socialista acrescentou que as instalações na Lavandeira “tem capacidade para meter cerca de 40 pessoas”, um número que cresce “para mais 12” fruto da oferta na Aguda.

“Temos uma boa estrutura concelhia de apoio e que se houver necessidade não irá servir só os gaienses”, disse.

Sobre a elevada taxa de ocupação no Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia / Espinho, Eduardo Vítor Rodrigues precisou ser esta, “também, uma ocupação do sistema hospitalar”.

“Há 15 dias que estamos a receber gente de Penafiel [Hospital Padre Américo]. Ou seja, Gaia está como está, mas não é por incapacidade, é porque há a interdependência, como, se um dia Gaia atingir o limite haverá o São João e o Santo António que recebam, e é bom que seja assim”, sustentou.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos e mais de 46,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.590 pessoas dos 146.847 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte portocanal.sapo.pt

Maskfone: Primeira Máscara Facial Com Microfone E Auriculares Incorporados

Blog Giga Medical

As máscaras faciais serão um negócio lucrativo nos próximos tempos. Há de tudo, desde as mais simples às de design avançado, as que vêm com sensores de temperatura e saturação de oxigénio e até as que trazem tradutor. E agora há a Maskfone, que vem com auriculares incorporados.

A nova máscara Maskfone combina protecção, conveniência e tecnologia e junta tudo num pacote «elegante e de alta qualidade», diz a marca que a desenvolveu.

Servindo principalmente como máscara facial, proporciona a protecção necessária, combinada com uns auriculares incorporados que permitem ouvir música ou falar ao telefone, onde quer que a usemos, sem necessidade de andar sempre a retirar o aparato da cara.

Com filtros substituíveis PM2.5 e N95/FFP2, um microfone e auscultadores incorporados, a nova máscara «elimina com sucesso a necessidade de remover a máscara, assegurando a máxima protecção».

A pandemia da covid-19 tornou a utilização de máscaras faciais mais importante do que nunca. Com os agentes patogénicos causadores da doença a poderem permanecer no ar durante um período de tempo, é essencial que as máscaras faciais se mantenham sempre no lugar quando estamos fora de casa.

Situações que requerem retirar a máscara facial, tais como a necessidade de responder a uma chamada ou ajustar os auscultadores, aumentam a possibilidade de infecção. Agora, isso já não acontece.

Mais informações aqui.

 

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte artesonora.pt

Morre sexto paciente transferido após incêndio do Hospital Federal de Bonsucesso

Blog Giga Medical

Morreu neste domingo, 1º, mais um paciente transferido em decorrência do incêndio do Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte do Rio, na última terça-feira. O sexto óbito confirmado foi de um idoso de 93 anos, levado para o Hospital de Campanha do Riocentro.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, o paciente estava em estado grave e entubado e com teste positivo para covid-19. Dos 44 pacientes transferidos para a rede municipal de saúde, 22 permanecem internados e outros 19 tiveram alta médica, informou a secretaria. Três pacientes morreram.

Na sexta-feira, 30, a Defesa Civil do Rio interditou o Prédio 1 do Hospital Federal de Bonsucesso, após técnicos do município terem identificado risco à estrutura em decorrência do incêndio. Os outros prédios que compõem o complexo hospitalar não chegaram a ser atingidos pelo fogo e podem funcionar normalmente.

Segundo o Ministério da Saúde, na próxima quarta-feira os prédios 3, 4, 5 e 6 do hospital retomam suas atividades. Terão continuidade as consultas ambulatoriais, sessões de quimioterapia, entrega de medicamentos oncológicos, realização de exames laboratoriais e retirada de resultados e doação de sangue.

Emergências, cirurgias, internações, hemodiálise e exames de imagens, que funcionavam no prédio afetado, permanecem suspensos temporariamente até a conclusão dos reparos necessários. A Pasta informa que o Centro de Atenção à Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente, localizado no prédio 2 do complexo hospitalar, passará por avaliação técnica para o retorno dos atendimentos.

A apuração dos fatos que levaram ao incêndio segue em andamento e em paralelo será feito o mapeamento dos problemas deixados pelo incidente.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”

+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ

+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem


+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela



+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev



+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA


+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA


+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos


+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil


+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea


+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.istoedinheiro.com.br

Máscaras e controle em cemitérios de Niterói e SG

Blog Giga Medical

Uso de máscaras é obrigatório em cemitérios de São Gonçalo e Niterói. Foto: Karina Cruz

Milhares de pessoas reservaram a manhã desta segunda-feira (2) para prestar homenagens aos entes queridos no Dia de Finados em cemitérios de São Gonçalo e Niterói.

No Cemitério Maruí, no Barreto, na Zona Norte de Niterói, a movimentação foi intensa desde as primeiras horas do dia. Com algumas restrições em razão da pandemia do coronavírus, funcionários distribuíram álcool em gel e aferiram a temperatura dos presentes no local.

Uma das presentes no cemitério nesta manhã foi a dona de casa Célia Rodrigues, de 57 anos, que prestou homenagem ao filho, que faleceu há cinco anos.

“Todos os anos venho aqui prestar a minha homenagem ao meu filho. Sei que a lei natural da vida é ao contrário, mas Deus sabe de todas as coisas”, disse a moradora do Baldeador.

Equipes da Guarda Municipal auxiliaram o trânsito nas vias próximas ao cemitério.

Já no Cemitério São Miguel, no bairro de mesmo nome, em São Gonçalo, a movimentação de pessoas foi intensa na manhã desta segunda-feira. Com um limite de 50 pessoas por hora, os presentes fizeram suas homenagens aos entes queridos e puderam assistir a movimentos religiosos realizados no interior do cemitério.

Movimentos religiosos foram realizados no Cemitério São Miguel. Foto: Karina Cruz

“É importante que as pessoas venham homenagear os seus entes queridos, mas que a saúde esteja sempre em primeiro lugar. Estou aqui fazendo a minha homenagem aos meus avós, mas sem esquecer da máscara e do álcool em gel”, disse o estudante de Educação Física, Maicon Viana, de 22 anos.

Funcionários da Guarda Municipal de São Gonçalo estiveram no local e auxiliaram o trânsito na Rua Doutor Nilo Peçanha, uma das principais vias do município.

Os cemitérios do Maruí e São Miguel irão funcionar até às 18h. O Cemitério do Maruí fica localizado na Rua General Castrioto, no Barreto. Já o Cemitério São Miguel fica na Rua Doutor Nilo Peçanha, 616, no bairro São Miguel.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte plantaoenfoco.com.br

Estado pagou R$ 75 milhões em leitos exclusivos para Covid-19 – COTIDIANO

Blog Giga Medical


Desde 26 de março, quando começou a implantação de leitos exclusivos para atendimento a pacientes suspeitos e ou confirmados com a Covid-19, o Paraná já pagou R$ 75,6 milhões para os hospitais que fazem parte do plano de atendimento exclusivo ao novo coronavírus.

“Seguindo a orientação do Governo do Estado, priorizamos o atendimento aos paranaenses, criando os leitos exclusivos para os pacientes suspeitos ou confirmados com a doença. Sete meses após o início da pandemia no Paraná, podemos afirmar que nenhum paciente que precisou de um leito ficou desassistido”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Inicialmente, o plano contemplava 264 leitos, sendo 52 de UTI e 212 de enfermaria. O Paraná soma atualmente 2.415 leitos exclusivos – 1.042 UTI Adulto, 1.271 enfermaria adulto, 44 UTI pediátrica e 58 enfermaria pediátrica. Ao todo, 24.154 pacientes já foram internados nestes leitos.

“Praticamente dobramos a rede hospitalar com a criação de novos leitos. Já pagamos R$ 75 milhões e a estimativa é que até o final deste ano repassemos pelo menos mais R$ 134 milhões devido ao tempo necessário para processamento e auditoria dos atendimentos”, acrescentou o secretário. 

Desativação

De acordo com a redução da taxa de ocupação e queda do número de casos confirmados em algumas cidades, leitos são desativados, com o objetivo de economizar diárias que não estavam sendo utilizadas, permitindo o redirecionamento para atendimento geral às emergências e atendimento eletivo.

“É necessário disponibilizar leitos para atendimento, porém não é possível manter o custeio indefinidamente destes leitos, cuja necessidade já não se mostra evidente, como era no início da pandemia, onde tínhamos um crescimento importante do número de paciente contaminados e necessidade de tratamento hospitalar”, explicou o diretor de Gestão em Saúde da secretaria, Vinícius Filipak.

“Sendo assim, com a mudança deste cenário, elaboramos um plano de desativação destes leitos, com critérios de baixa ocupação e menor índice de transmissão, mas garantindo um quantitativo suficiente para atendimento seguro à população”, acrescentou o diretor.

Ainda segundo ele, dependendo do cenário epidemiológico da doença, estes leitos podem ser reabertos. “Da mesma maneira que o plano indica a desativação, ele também considera que se o número de casos e a taxa de ocupação subirem consideravelmente estes leitos podem ser reabertos rapidamente”, disse.

A primeira desativação ocorreu em 1º de setembro. Até 3 de novembro, 681 leitos serão desativados, sendo 187 leitos de UTI adulto, 21 de UTI pediátrica, 438 de enfermaria adulto e 35 de enfermaria pediátrica. A estimativa é que o custo mensal desta quantidade de leitos some em média R$ 14,2 milhões.

Esta estratégia já estava prevista no plano de enfrentamento da pandemia no Estado e consta na deliberação nº 143 de 3 de setembro da Comissão Intergestores Bipartite do Paraná (CIB/PR).

Com informações de Agência Estadual de Notícias



Facebook


WhatsApp




Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte aquiagora.net

Atendente é flagrada trabalhando sem máscara em UPA de Valinhos – cotidiano

Blog Giga Medical







Funcionária circulava e manipulava toten de atendimento sem uso de máscara (Foto: Reprodução de vídeo)

Vídeos feito por pacientes da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Valinhos flagraram uma recepcionista atendendo sem uso de máscara de proteção. O caso aconteceu na manhã de ontem (1º), e a funcionária foi vista com o equipamento sobre o queixo.

O caso aconteceu por volta das 7h da manhã, e foi registrado por um paciente que aguardava na sala de espera. Nas imagens, é possível ver a atendente manipulando documentos e conversando com os pacientes sem o uso do EPI (Equipamento de Proteção Individual), que é obrigatório para evitar o contágio da covid-19.

Em alguns momentos, o vídeo mostra a mulher ainda saindo andando em meio aos pacientes e manipulando uma máquina na recepção, também com a máscara abaixada.

A Prefeitura de Valinhos foi procurada, mas ainda não se pronunciou sobre o caso. Vale lembrar que o uso da máscara de proteção é obrigatório em todo o estado, com pena de multa para quem for flagrado sem o uso.  

Valinhos conta até o momento com 2.457 casos positivos do novo coronavírus entre moradores, sendo que 103 deles morreram.  

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.acidadeon.com

Deputado Gustavo Neiva tem alta após diagnóstico da Covid-19

Blog Giga Medical

 

O deputado estadual, Gustavo Neiva (PSB), teve alta médica após ficar internado no hospital Unimed para tratar da Covid-19.

Em sua rede social, o parlamentar disse que seguiu todos os protocolos médicos desde o seu diagnóstico há cerca de 20 dias. Gustavo Neiva teve sintomas leves como febre, mas foi internado por precaução. 
Veja o que ele diz na rede social

“É com muita alegria que hoje recebo alta hospitalar e volto para casa curado da Covid-19. Segui todos os protocolos médicos para a doença, estive em isolamento, passei por uma internação hospitalar, mas graças a Deus estou com a minha saúde restabelecida. Agradeço a todos que fizeram orações e torceram para a minha recuperação. Mais uma vez faço o alerta para que todos mantenham os cuidados necessários para evitar esta doença que é muito imprevisível e devastadora. Sigam usando máscara, evitando aglomerações e cuidem-se, pois a pandemia é real e o vírus permanece entre nós”.

 

Da Redação
[email protected]



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte cidadeverde.com