194 pessoas foram multadas no Ceará por recusar o uso de máscara, diz secretaria | Ceará

Blog Giga Medical

A resistência ao uso obrigatório de máscara no Ceará, como protocolo de segurança sanitária durante a pandemia do novo coronavírus, já rendeu 194 multas entre os dias 20 de agosto e o último sábado (24), segundo a Secretaria de Saúde do Estado.

Os números divulgados demonstram um aumento de 31,9% no número de multados em relação ao balanço anterior, que informava os números de autuados pelo não uso de máscara até o dia 7 de setembro (147).

A Secretaria da Saúde destaca que o “Governo do Ceará segue o trabalho de orientar a população sobre a importância do uso de máscaras de proteção nesse período de pandemia”, e que as 194 pessoas autuadas se recusaram a “a usar a máscara da maneira correta e acabaram sendo multadas, de acordo com o que estabelece a legislação vigente”, pontua em nota.

Lei estabelece multa para quem usar máscaras em cidades cearenses — Foto: Natinho Rodrigues/Sistema Verdes Mares

A Secretaria da Saúde afirma que já realizou 5.477 fiscalizações desde março, quando foi publicado o decreto estadual com as medidas para conter a disseminação da Covid-19. Além disso, 15 estabelecimentos já foram autuados por “deixarem pessoas entrarem sem máscara no ambiente”, informa a pasta.

Já a Policia Militar efetuou 132.633 abordagens, entre 20 de agosto e 24 de outubro.

De acordo com o Governo do Estado, equipes de fiscalização trabalham a conscientização quanto ao período de pandemia e a importância de seguir o protocolos de segurança sanitárias, como o uso de máscaras e álcool em gel.

A Polícia Militar, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Vigilância Sanitária, da Sesa, Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e Guarda Municipal, são alguns órgãos que participam das ações de fiscalização e conscientização.

Além disso, o projeto determina que o agente, ao abordar e constatar a irregularidade, primeiro oriente quanto ao uso da proteção facial e apenas em caso de desobediência a orientação a multa de R$ 100 para pessoas físicas, podendo chegar a R$ 300 em caso de reincidência, seja aplicada.

Existem algumas exceções onde as pessoas não podem ser multadas, como pela retirada provisória da máscara para consumir alguma alimentação, em locais como restaurantes ou estabelecimentos similares, e motoristas que estiverem sozinhos no interior de seus carros.

Assista às principais notícias do Ceará resumidas em um minuto:

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte g1.globo.com

Saúde diz que projetos de reforma de hospital incendiado estavam ‘em andamento’

Blog Giga Medical




Alvo de um incêndio que matou dois pacientes nesta terça-feira, 27, o Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte do Rio, tinha vários projetos “aprovados pelo Ministério da Saúde e em andamento para realizar uma série de reformas de urgência”, segundo nota divulgada pela pasta na noite desta terça-feira, 27.

“Apesar da unidade de saúde ter vários projetos aprovados pelo Ministério da Saúde – e em andamento – para realizar uma série de reformas de urgência, ainda não é possível afirmar as causas do incêndio”, afirma o Ministério. “Apenas após o trabalho da perícia será possível apontar os fatores que levaram ao ocorrido”, segue a nota.

O Ministério lamentou a morte dos pacientes e afirmou que a prioridade naquele momento era “zelar pela vida das pessoas e controlar a situação”.

“Ainda não foram identificadas as causas do incêndio, mas todas as providências estão sendo tomadas nesse sentido. O hospital já tinha um diagnóstico prévio sobre a situação estrutural do complexo hospitalar, inclusive de toda a rede elétrica – o que vai facilitar a apuração dos fatos que levaram ao ocorrido”, afirmou o Ministério da Saúde.





Escrito por:

Estadão Conteúdo




Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte correio.rac.com.br

“Não há razão para me queixar”, diz Cláudio após uso máscara em programa

Blog Giga Medical

Depois dos recentes casos de Covid-19 que deixaram vários rostos da TVI em isolamento social, incluindo Cristina Ferreira, a emissão deste domingo do ‘Somos Portugal’ foi apresentada com os rostos da estação a usarem máscara. 

Esta foi a primeira vez que os apresentadores estiveram com a máscara, momento que Cláudio Ramos fez questão de destacar no fim de mais um dia de trabalho. 

“Retrato de um domingo feliz e seguro! Não vos posso dizer que é fácil fazer uma emissão em directo e de tantas horas com máscara. Se dissesse mentiria. Mas tenho a certeza que aos profissionais de saúde que estão dias seguidos com ela posta, custa muito mais. Que aos professores que estão a ensinar com ela custa muito mais…. E poderia mencionar aqui outros exemplos, por isso não há razão para me queixar”, começou por escrever na sua página de Instagram

Entreter com máscarasó uma nova maneira de fazer televisão. Os olhos estão à vista e Eles passam o que sinto! Obrigado aos que estiveram connosco”, rematou. 

Ver esta publicação no Instagram

… Retrato de um domingo feliz e seguro! . Não vos posso dizer que é fácil fazer uma emissão em directo e de tantas horas com máscara. Se dissesse mentiria. Mas tenho a certeza que aos profissionais de saúde que estão dias seguidos com ela posta, custa muito mais. Que aos professores que estão a ensinar com ela custa muito mais…. E poderia mencionar aqui outros exemplos, por isso não há razão para me queixar. Entreter com máscarasó uma nova maneira de fazer televisão. Os olhos estão à vista e Eles passam o que sinto! Obrigado aos que estiveram connosco  #euclaudio #claudioramos #saudeepazorestoouniversotraz

Uma publicação partilhada por Claudio Ramos (@claudio_ramos) a 25 de Out, 2020 às 2:28 PDT

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download
Google Play Download



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.noticiasaominuto.com

“A vacina que temos hoje é a máscara”, diz presidente do Uruguai

Blog Giga Medical







Em coletiva de imprensa nesta sexta (23), o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, lamentou que ainda não haja uma vacina aprovada.

Ele afirmou que a máscara, o álcool em gel e o distanciamento social serão as vacinas até que a imunização chegue:

“A vacina que temos hoje é esta”, disse, apontando para uma máscara. “Esta é a vacina que existe. Se adicionarmos álcool [em gel] e o distanciamento social, é a grande oportunidade que temos”













Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.diariodocentrodomundo.com.br

Covid-19: uso de máscara pode evitar 130.000 mortes nos EUA, diz estudo – 23/10/2020

Blog Giga Medical

O número de vítimas da epidemia de Covid-19 pode dobrar nos Estados Unidos até o final de fevereiro de 2021, ultrapassando 500 mil vítimas, mas o uso de máscara pode prevenir 130 mil dessas mortes, concluem projeções publicadas por um estudo nesta sexta-feira (23).

O número de vítimas da epidemia de Covid-19 pode dobrar nos Estados Unidos até o final de fevereiro de 2021, ultrapassando 500 mil vítimas, mas o uso de máscara pode prevenir 130 mil dessas mortes, concluem projeções publicadas por um estudo nesta sexta-feira (23).

De acordo com o cenário considerado o mais plausível pelos pesquisadores, em que os governos locais restringiriam novamente as interações sociais e a vida econômica acima de um certo limite de mortalidade pela Covid-19, os Estados Unidos sofreriam, no entanto, cerca de 511.000 mortes pela epidemia em fevereiro. No entanto, se 95% da população de cada estado usassem sistematicamente uma máscara protetora na presença de outras pessoas, esse número poderia ser reduzido em quase 130 mil pessoas, de acordo com previsões do Instituto de Métricas e Avaliação de Saúde (IHME).

Mesmo que a máscara fosse respeitada apenas em 85%, 95 mil vidas poderiam ser salvas, acrescentam os pesquisadores em seu artigo, publicado na revista Nature Medicine. “Está cada vez mais claro que as máscaras reduzem consideravelmente a transmissão de vírus respiratórios como o SARS-CoV-2 e, portanto, limitam a disseminação do Covid-19”, enfatizam os autores.

Em setembro, cerca de 50% dos cidadãos nos Estados Unidos disseram ter usado uma máscara protetora, apesar das reservas de alguns políticos sobre sua eficácia. Donald Trump raramente usa uma máscara em público, ele zomba do hábito de seu rival presidencial Joe Biden, e poucos de seus apoiadores cobrem o rosto durante seus comícios de campanha.

Desde janeiro, o novo coronavírus infectou pelo menos 8,3 milhões de pessoas nos Estados Unidos e matou pelo menos 223.000 delas. Em meados de julho, as equipes do IHME acertaram ao prever 224.000 mortes em 1º de novembro. No limiar do inverno, o país vive um recrudescimento da epidemia, com 75 mil novos casos detectados na quinta-feira (22), quase o dobro dos níveis registrados há um mês.

Embora a maioria dos especialistas concorde que é improvável que uma vacina eficaz esteja disponível por vários meses, medidas não farmacológicas, como uso de máscara, distanciamento físico, isolamento do paciente e rastreamento de contato são, por padrão, as ferramentas mais eficazes para conter a epidemia.  

As projeções

Para prever como serão os próximos meses, epidemiologistas e analistas do IHME construíram três cenários possíveis. No primeiro, considerado improvável, os estados norte-americanos continuam a suspender gradualmente as atuais restrições a viagens e interações sociais.

Em 28 de fevereiro, o número total de mortos da Covid-19 ultrapassaria 1 milhão e pelo menos 152 milhões de pessoas (45% da população) teriam sido infectadas com o coronavírus, eles estimam.

Mas é mais realista esperar que os estados, em vez disso, restabeleçam as medidas tomadas durante a primeira onda da epidemia, como fechar escolas, restringir o tamanho das reuniões públicas e fechar total ou parcialmente negócios considerados não essenciais.

O estudo, que qualifica essa hipótese como um “cenário de referência”, mostra que, no passado, esse tipo de medida era muitas vezes tomada quando o índice de mortalidade de um município ou estado ultrapassava o limite de 8 óbitos por milhão de habitantes todos os dias. 45 dos 50 estados dos Estados Unidos terão ultrapassado esse limite antes do final de fevereiro, acreditam os pesquisadores.

Mesmo com a reativação dessas restrições, o número total de vítimas da epidemia chegaria a 511 mil mortos e quase 72 milhões de infecções até o final de fevereiro, acrescenta a reportagem.

Por fim, em um terceiro cenário, onde 95% da população adulta adotaria a máscara, “129.574 vidas poderiam ser salvas” no período de 22 de setembro a 28 de fevereiro, conclui o estudo.

.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte noticias.uol.com.br

Usar máscara é ato de cidadania e liberdade, diz embaixador português

Blog Giga Medical

“Esta pandemia trouxe-nos o medo, mas ao mesmo tempo despertou-nos para a coragem que temos de ter para viver com esse medo”, disse Pedro Pessoa e Costa aos jornalistas, após a inauguração da exposição #UsaMáscara no Centro Cultural Português de Luanda.

A exposição apresenta 33 obras que têm como tema a prevenção e o combate à pandemia de covid-19, com destaque para a utilização da máscara, e resultou de uma iniciativa do ELA — Espaço Luanda Arte e da revista 40.ena!, que convidaram artistas plásticos angolanos a refletir sobre o tema.

O objetivo, sublinhou o diplomata, é mostrar outras maneiras de ver a máscara que não estejam associadas à falta de liberdade e à opressão.

“Usar máscara é reforçar a liberdade para poder continuar com a nossa vida”, destacou Pedro Pessoa e Costa, afirmando que os visitantes sairão “com uma mensagem reforçada e percebendo que usar a máscara é um ato de cidadania e, até, de liberdade”.

O embaixador acrescentou que o comportamento coletivo vai fazer a diferença na luta contra o vírus.

“Temos de fazer a diferença com o nosso comportamento se queremos ganhar a este vírus, que um dia vai perder, mas só nessa altura é que tiramos as máscaras”, disse, reiterando que este é um assunto que convoca toda a sociedade e que todos têm de fazer o seu papel.

Pedro Pessoa e Costa salientou ainda que a presença de público é importante nesta altura de pandemia para apoiar os artistas e as indústrias criativas.

Ao todo foram submetidas 62 obras por parte de 57 artistas, entre as quais foram selecionadas 33 obras, usando técnicas diversas, que estarão em exibição até 20 de novembro.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download
Google Play Download



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.noticiasaominuto.com

Suspeito de colocar fogo em companheira grávida diz à polícia que jogou líquido inflamável durante ato sexual | Sorocaba e Jundiaí

Blog Giga Medical

O homem de 27 anos que foi preso suspeito de colocar fogo na companheira grávida de quatro meses, em Porto Feliz (SP), afirmou à polícia que jogou líquido inflamável no tórax da vítima durante o ato sexual. A mulher de 32 anos foi levada ao hospital com 90% do corpo queimado e está internada em estado gravíssimo na UTI do Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

Segundo o boletim de ocorrência, o caso ocorreu na casa da vítima, na noite do dia 9 de outubro, por volta das 23h. O homem relatou que comprou velas aromáticas em um sex shop para usar com a vítima.

Durante o momento íntimo, segundo o rapaz, ele jogou o líquido inflamável que estava na garrafa porque pensou que era água. O líquido espirrou nas velas, o que teria causado o incêndio.

Ainda segundo o registro policial, ele afirmou que a companheira tinha o costume de guardar essência para fazer perfume em uma garrafa de água, mas ele não teria sido avisado.

Quando o fogo começou a se espalhar pelo corpo, o rapaz alegou que tentou apagar com uma cortina. Depois, saiu na rua para pedir ajuda aos vizinhos porque estava sem celular para chamar o resgate.

A vítima foi levada para a Santa Casa, onde afirmou aos médicos que o marido havia jogado álcool e colocado fogo em seu corpo. Ela também teria dito que era ameaçada pelo suspeito.

A irmã da vítima também informou à polícia que achava que o casal estava separado e que, no hospital, o homem tentou entrar para ver a companheira, mas foi impedido pelo segurança após ela relatar as ameaças.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Porto Feliz. O delegado Andre Bonan afirmou que desconfiou da história apresentada pelo suspeito. Com isso, o homem foi preso temporariamente e encaminhado para a cadeia de São Roque (SP).

A Polícia Civil também ouviu a equipe do Corpo de Bombeiros que atendeu a ocorrência e confirmou a gravidade dos ferimentos.

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte g1.globo.com

Delegação do BE visita Hospital de Portimão e diz que há ainda muitas carências

Blog Giga Medical

Um grupo de dirigentes do Bloco de Esquerda visitou, no dia 19 de outubro, o Hospital de Portimão tendo reunido com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve/CHUA, “com o objetivo de procurar saber quais as dificuldades com que se debate este Centro Hospitalar e as necessárias respostas em tempos de pandemia”.

Dessa visita, que contou com a presença de Catarina Martins, coordenadora nacional do BE, do deputado João Vasconcelos, eleito pelo Algarve, e outros dirigentes resultou a constatação de que o “Centro Hospitalar continua a debater-se com falta de muitos profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e outros técnicos de saúde. Há áreas muito carenciadas, nomeadamente a nível de pediatria e anestesiologia.”

Assim, o BE, defende algumas medidas a tomar, nomeadamente a valorização das carreiras e a criação de mais incentivos que permitam a fixação de mais médicos e outros profissionais de saúde. “Os níveis remuneratórios dos assistentes operacionais necessitam de ser aumentados. O SNS a nível hospitalar na região atravessa graves constrangimentos quando 10% do Orçamento do Centro Hospitalar é gasto no pagamento da prestação de serviços externos. Por outro lado, importa realizar mais investimentos nos meios materiais, o que não tem acontecido nos últimos anos, não obstante ter havido vários anúncios de investimento por parte dos últimos governos, o que não se concretizou. Os concursos continuarão a ficar vazios se não se encontrarem condições para os médicos e outros profissionais exercerem a sua profissão”, afirma o BE.

Para o Bloco, deve ser “garantida a vinculação dos profissionais e criar condições para a sua dedicação plena, assim como garantir a abertura de concursos para formação de especialidade”.
Um outro aspeto, defendido pelo Bloco, “mas que o governo teima em não aceitar, é a criação da careira de técnico auxiliar de saúde”.

Já na parte da tarde, o BE deslocou-se ao Quartel do Exército, em Tavira, para se inteirar das condições em que se encontram detidos os migrantes marroquinos.
Para o Bloco de Esquerda “é lamentável e desumano que seres humanos que deixam os seus países e famílias e vêm à procura de uma melhor vida, arriscando a própria vida na deslocação, sejam atirados para a prisão a chegarem ao nosso país, como acontece em Tavira e noutros locais. A falta de meios físicos de instalação para se assegurar os direitos básicos de qualquer cidadão, é próprio de regimes subdesenvolvidos ou totalitários. Essas pessoas, como quaisquer outras, devem ter direito a recorrer a advogados, a apresentar pedidos de Asilo Internacional ou serem notificados para o abandono voluntário do território nacional. Os centros de acolhimento devem ter as condições dignas para a instalação temporária dos migrantes. Sabe-se que o número de migrantes e refugiados reinstalados no país é muito inferior às necessidades, o que revela diversas lacunas na implementação de efetivas medidas capazes de concretizar os acordos estabelecidos.”

Neste contexto o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda “irá interceder junto do Governo e da Assembleia da República para que, rapidamente, seja solucionada de forma positiva a situação dos migrantes detidos no quartel de Tavira e noutros locais do país.”



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.terraruiva.pt

Paulistanos da zona leste são os que mais dão importância à máscara contra Covid-19, diz pesquisa – 19/10/2020 – Mônica Bergamo

Blog Giga Medical

Assine a Folha

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www1.folha.uol.com.br

Nitazoxanida reduz carga viral de pacientes com covid-19, diz pesquisa

Blog Giga Medical

O estudo clínico do Laboratório Nacional de Biociências sobre o uso do medicamento nitazoxanida em pacientes na fase precoce da covid-19 demonstrou eficácia no tratamento da doença, reduzindo a carga viral das pessoas infectadas. O anúncio ocorreu durante cerimônia no Palácio do Planalto, na tarde desta segunda-feira (19), com a participação do presidente Jair Bolsonaro.

A pesquisa foi iniciada pelo Laboratório Nacional de Biociências, em Campinas (SP), instituto vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O titular da pasta, ministro Marcos Pontes, celebrou o resultado positivo. 

“O que eu posso dizer é que nós temos agora um medicamento comprovado cientificamente que é capaz de reduzir a carga viral. Com essa redução da carga viral, significa que reduz o contágio nas pessoas que tomam o medicamento nos primeiros dias, reduz a capacidade de contágio e diminui a probabilidade dessa pessoa aumentarem os sintomas, ir para o hospital e falecer”, disse.

O pontapé da pesquisa foi dado com a análise de 2 mil drogas, testadas com inteligência artificial, para verificar se poderiam inibir os efeitos do vírus Sars-Cov-2, causador da covid-19 no organismo humano. Os estudos no Laboratório Nacional de Biociências chegaram a cinco drogas, que foram para uma segunda fase, que era o teste in vitro feito com células humanas infectadas. Neste teste, o fármaco nitazoxanida, que é um vermífugo muito conhecido no país, apresentou 94% de capacidade de inibir o novo coronavírus. 

Testes em humanos

Foi só após estas etapas que os testes em humanos foram iniciados, com mais de 1,5 mil pacientes voluntários, que tinham até três dias de sintomas e foram acompanhados em sete diferentes unidades hospitalares do país. 

Nesta fase, de acordo com a coordenadora do estudo clínico, Patrícia Rocco, foram feitos testes duplo cego, quando nem o paciente e nem o médico sabem qual a medicação está sendo tomada, e randomizados, quando os pacientes são distribuídos aleatoriamente em dois grupos, um que recebe o medicamento e outro que recebe um placebo. A dose oferecida era de 500 miligramas da nitazoxanida, três vezes ao dia, ou o placebo durante cinco dias. 

“Esses pacientes eram acompanhados de forma remota até sete dias após a terapia. Constatamos que a nitazoxanida, em comparação com o placebo, acarretou, ao final da terapia, redução significativa da carga viral e um maior número de pacientes com resultado negativo para o Sars-Cov-2”, disse a médica, que é professora titular e chefe do Laboratório de Investigação Pulmonar do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).  

Segundo Patrícia, esse resultado é de extrema importância, pois a nitozoxanida é um remédio de baixo custo e ampla distribuição, podendo ser usada de forma oral, e que não precisa de internação hospitalar. “Na dose utilizada, não apresentou reações adversas graves. A redução da carga viral implica em menor gravidade, em menor transmissibilidade do vírus”, disse Patrícia. A pesquisadora ressaltou que o estudo foi enviado para publicação em uma revista científica internacional e deverá ser revisado por outros cientistas.  

Não é profilático

O ministro Marcos Pontes disse, durante seu discurso, que o medicamento não pode ser usado por quem não apresenta sintomas da doença, mas apenas para pessoas na fase inicial da infecção. “Não é profilático, não é para prevenção. É só depois da detecção do vírus”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro também comemorou o resultado da pesquisa e destacou a eficácia da nitazoxanida no tratamento da covid-19. 

“Através das observações, através de pessoas que concretamente usaram esse medicamento e foi constatado, na ponta da linha, que a carga viral diminuía. E dessas pessoas que usaram esse medicamento, nenhuma delas sequer foi hospitalizada”, afirmou.

Vacina obrigatória 

Ainda durante a cerimônia, o presidente voltou a dizer que a vacina contra a covid-19 não será obrigatória no Brasil. Bolsonaro afirmou que cabe ao Ministério da Saúde definir as normas do Programa Nacional de Imunização. 

“Tem uma lei de 1975 que diz que cabe ao Ministério da Saúde o Programa Nacional de Imunização, ali incluídas possíveis vacinas obrigatórias. A vacina contra a Covid, como cabe ao Ministério da Saúde definir esta questão, ela não será obrigatória”, disse. O presidente também afirmou que qualquer vacina contra o vírus terá que ter sua eficácia científica comprovada e ser autorizada previamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 


+ Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa

+ 5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape

+ As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.dinheirorural.com.br