Covid-19. Sabia que a partir dos 10 anos é obrigatório o uso de máscara?

Blog Giga Medical

O uso de máscara – assim como a lavagem das mãos, a etiqueta respiratória e o distanciamento social – foi um conceito que os portugueses (e as populações de todo o mundo) tiveram de adquirir com a chegada da pandemia da Covid-19. Neste seguimento, o Serviço Nacional de Saúde (SNS), decidiu desfazer uma dúvida: “Sabia que a partir dos 10 anos de idade é obrigatório o uso de máscara?”

Este aviso, feito através das redes sociais, frisa ainda que “o uso obrigatório de máscara em espaços públicos é uma medida preventiva fundamental para reduzir o risco de exposição e transmissão da doença”. 

De lembrar que a Assembleia da República aprovou, no passado dia 23 de outubro, o projeto-lei do PSD que impõe o uso obrigatório de máscara em espaços públicos durante 70 dias, uma medida que poderá ser renovada. 

Depois de ter sido votado na generalidade, o diploma foi de seguida aprovado em votação final global, contando com os votos favoráveis do PSD, PS, CDS e PAN. PCPPEV, BE e a deputada Joacine Katar Moreira (ex-Livre) optaram pela abstenção. Iniciativa Liberal votou contra. O deputado único do Chega esteve ausente na votação.

O diploma determina que é obrigatório o uso de máscara – que não pode ser substituída por viseira – aos maiores de dez anos para o acesso, circulação ou permanência nos espaços e vias públicas “sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde se mostre impraticável”.

Pode haver dispensa desta obrigatoriedade “em relação a pessoas que integrem o mesmo agregado familiar, quando não se encontrem na proximidade de terceiros” ou mediante a apresentação de um atestado médico de incapacidade multiusos ou declaração médica que ateste que a condição clínica ou deficiência cognitiva não permitem o uso de máscaras.

Também não é obrigatório o uso de máscara quando tal “seja incompatível com a natureza das atividades que as pessoas se encontrem a realizar”.

A fiscalização “compete às forças de segurança e às polícias municipais” e o incumprimento do uso de máscara constitui contraordenação, sancionada com coima entre os 100 e os 500 euros.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download
Google Play Download



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.noticiasaominuto.com

Tâmega e Sousa em situação ″difícil″ com 10% dos internamentos nacionais 

Blog Giga Medical

JN/Agências

A secção regional do Norte da Ordem dos Médicos mostrou “preocupação” pela situação “difícil” do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), onde estão internados “cerca de 180” doentes covid-19, “o correspondente a 10% dos internamentos nacionais”.

“Estamos muito preocupados pela situação que aquele hospital vive. O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), já em tempo normal, está subdimensionado para a população que serve, mas a pandemia agudizou essa insuficiência. Tem tido uma afluência enorme. Até quinta-feira, tinha 180 doentes internados com covid-19. Isto é 10% de todos os doentes internados a nível nacional com covid-19″, disse à agência Lusa, esta sexta-feira, o presidente da secção regional do Norte da Ordem dos Médicos.

António Araújo falava após visitar o hospital de Penafiel que pertence ao CHTS e, sublinhando um aplauso ao “esforço de todos os profissionais de saúde” que “até põem em risco as suas famílias”, lançou críticas à Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) e à tutela.

“Estranhamos que, perante uma situação destas de grande pressão naquele hospital, a ARS-N e a tutela tenham tardado em reagir. O hospital até quinta-feira, praticamente tentou resolver por si as dificuldades que estava a encontrar. Tentou encontrar soluções a nível estrutural. Verificamos isso no local. E verificamos também que os médicos, os enfermeiros e os auxiliares estão exaustos”, disse António Araújo.

Com unidades em Penafiel e em Amarante, o CHTS presta apoio a cerca de 520 mil pessoas numa região que inclui Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras, concelhos onde vigora o dever de permanência no domicílio, decretado há cerca de uma semana pelo Conselho de Ministros devido ao aumento de infeções pelo novo coronavírus.

Nos últimos dias, este centro hospitalar tem sido alvo de preocupações devido à sobrecarga de vários serviços, nomeadamente da urgência. Numa reportagem de quinta-feira publicada pelo Expresso leem-se relatos de médicos que apontam para a “rutura do hospital”: Sentimo-nos em Itália mas sem que seja reconhecido isso. É como se as paredes não permitissem que se visse para dentro”, referiu uma das profissionais. A Ordem dos Enfermeiros Norte denunciou que, às 22 horas de segunda-feira, a área respiratória do serviço de urgência tinha 115 doentes, 29 dos quais casos confirmados covid-19.

“Isto para quatro enfermeiros. O conselho de administração tenta gerir, conseguiu um reforço de enfermeiros a meio da noite, mas não é humanamente possível (…). A tutela tem de tomar uma decisão importantíssima e olhar para este hospital”, disse à Lusa o presidente da secção regional do Norte, João Paulo Carvalho. Entretanto, na quinta-feira foi confirmado que o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa transferiu 10 doentes com covid-19 para o Hospital Fernando Pessoa, em Gondomar, prevendo a transferência de mais doentes para outros hospitais ao longo do dia.

António Araújo defendeu uma “melhor coordenação” dentro do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para transferência de doentes e partilha de recursos e o recurso “eventualmente” a unidades privadas e do setor social. O responsável criticou os chamados “contratos covid”, modelo criado pelo Governo para a admissão temporária de profissionais de saúde. “Esses contratos permitem às unidades de saúde admitir, mas não estão a ter qualquer efeito. Têm a duração de quatro meses. Não resolvem nenhum problema. O tempo muito limitado e as especificações grandes [necessárias] fazem com que seja muito diminuto o número de profissionais que concorre”, disse.

O responsável também manifestou “surpresa” por ter tido conhecimento de que a Linha de Saúde 24 “continua a direcionar cidadãos para fazer teste covid-19 nas urgências do CHTS”. “É um fator de disrupção da atividade normal e assistencial do serviço de urgência que, já por si, está em pressão”, avaliou. António Araújo contou que o CHTS tem “carência de ambulâncias”, o que “dificulta o processo de transferência de doentes”. “A ARS-N, com a sua influência, pode tentar colmatar esta situação contactando a câmara do Porto e os Sapadores do Porto e pedindo ajuda para a transferência de doentes”, sugeriu.

A agência Lusa solicitou comentários à ARS-N, que contrariou as críticas e garantiu que tem tido um “papel de articulação da rede hospitalar”, trabalhado “24:00 horas diárias” e lembrou “a agilização da convenção celebrada” com outros hospitais. Fonte da ARS-N indicou que “até ao momento” [cerca das 15:30] foram colocados 15 doentes do CHTS no hospital privado Fernando Pessoa (Gondomar) e 10 no Hospital Militar (Porto).

Hoje, o secretário de Estado da Saúde, Diogo Serra Lopes, na conferência de atualização de dados sobre a pandemia disse que “o SNS trabalha em rede e que o CHTS está a ser apoiado por outros hospitais da região que estão a receber doentes” daquela unidade.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.jn.pt

5 máscaras hidratantes para revitalizar a região dos olhos

Blog Giga Medical

Com metade da face escondida por equipamentos de proteção facial, só nos resta evidenciar o olhar para seguirmos autoconfiantes em meio à pandemia.

A maneira mais eficiente de fazer isso não é apenas apostar em um bom corretivo, tampouco pôr as mãos naquela tão sonhada paleta de sombras. A área dos olhos merece, sobretudo, produtos focados no tratamento da região, como máscaras de hidratação específicas para os olhos.

Elas prometem suavizar olheiras, atenuar bolsas e prevenir o envelhecimento precoce, sendo muito mais assertivas no tratamento da área do que as masks destinadas à hidratação do rosto em geral.

Felizmente, com o boom da indústria de skincare, várias marcas de beleza já têm uma item do tipo para chamar de sua. Pensando em destacar as cinco melhores, o Metrópoles navegou pelo e-commerce da Amazon e elegeu as opções mais bem avaliadas do site. Confira e ótimas compras!

Máscara com ácido hialurônico, da Océane

O produto atenua olheiras e linhas de expressão, graças à sua composição rica em ácido hialurônico e pérola negra.

R$ 21,90EmpresaComprar

Máscara para olheiras com ouro, da Belliz

Enriquecida com ouro, a máscara promete reduzir olheiras, melhorar a hidratação da pele e prevenir os sinais da idade.

R$ 8,09EmpresaComprar

Máscara com colágeno, da Kiss New York

Batizada de Magic Gel, ela possui três camadas que maximizam a adesão do sérum à pele. Contém colágeno, ácido hialurônico e rosa mosqueta, hidratantes capazes de revitalizar profundamente a derme.

R$ 10,90EmpresaComprar

Máscara com suco de laranja e sensação de -4ºC, da Garnier

O produto alivia a sensação de cansaço dos olhos, suavizando olheiras e inchaços. Ainda possui efeito gelado, com sensação de -4ºC, para uma pele ainda mais renovada.

R$ 10,81EmpresaComprar

Máscara com pepino e aloe vera, da Ricca

Ideal para um detox. Tem extrato de pepino e aloe vera, trazendo sensação de máximo relaxamento e frescor.

R$ 9,90EmpresaComprar

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.metropoles.com

Oportunidades e escopo do mercado N95 respiradores de 2020 a 2024, Tamanho do mercado global, participação, análise de previsão dos principais fabricantes

Blog Giga Medical

http://minhodiario.com

Último relatório sobre o mercado N95 respiradores fornece análise de avaliação de negócios, segmentação por regiões, cenário competitivo e tendências de mercado chave. Ele oferece estimativas altamente precisas sobre o CAGR, participação de mercado e tamanho de mercado das principais regiões e países. O relatório de mercado N95 respiradores fornece uma análise aprofundada do impacto do COVID-19, visão geral da indústria com análise de crescimento e dados históricos e futurísticos de custo, receita, demanda e fornecimento.

O relatório de mercado N95 respiradores crescerá a um CAGR de 9% e Receita USD 382,90 milhões durante o período de previsão.

Obtenha uma cópia de amostra do relatório – www.industryresearch.co/enquiry/request-sample/15540754

Lista dos principais participantes do mercado N95 respiradores:

– 3M Co.
– Ansell Ltd.
– Cambridge Mask Co.
– Cardinal Health Inc.
– Honeywell International Inc.
– JIANGSU TEYIN IMP and EXP CO. LTD.
– Kimberly-Clark Corp.
– Ohlone Press LLC
– Prestige Ameritech
– Louis M. Gerson Co. Inc.

Dinâmica de mercado do mercado N95 respiradores:
Drivers de mercado: alta demanda durante Pandemia Surtos.
 
 Tendências de Mercado: Growing Avanços Em N95 respiradores
 
 Desafio mercado: Ameaças nas principais regiões

Segmento de mercado N95 respiradores por regiões:
• APAC
• Américas
• EMEA

Para obter mais informações ou consulta ou personalização antes de comprar, visite em – www.industryresearch.co/enquiry/pre-order-enquiry/15540754

Por tipo
 – respiradores sem válvula de exalação
 – respiradores com válvula de exalação

Razões pelas quais você deve comprar este relatório
• Compreender o atual e o futuro do mercado N95 respiradores em mercados desenvolvidos e emergentes.
• O relatório auxilia no realinhamento das estratégias de negócios, destacando as prioridades de negócios N95 respiradores.
• O relatório lança luz sobre o segmento que deverá dominar a indústria e o mercado N95 respiradores.
• Projeções de regiões com crescimento mais rápido.
• Os últimos desenvolvimentos na indústria N95 respiradores e detalhes dos líderes da indústria, juntamente com sua participação no mercado e estratégias.
• Economiza tempo na pesquisa de nível de entrada, pois o relatório contém informações vitais sobre crescimento, tamanho, jogadores líderes e segmentos da indústria.
• Economize e reduza o tempo de realização de pesquisas de nível de entrada, identificando o crescimento, tamanho, principais players e segmentos no mercado global.

Alguns pontos do relatório de mercado N95 respiradores TOC:
PARTE 01: SUMÁRIO EXECUTIVO
PARTE 02: ESCOPO DO RELATÓRIO
• 2.1 Prefácio
• 2.2 Prefácio
• 2.3 Taxas de conversão de moeda para USD
PARTE 03: PAISAGEM DE MERCADO
• Ecossistema de mercado
• Características do mercado
• Análise de segmentação de mercado
PARTE 04: TAMANHO DO MERCADO
• Definição de mercado
• Dimensionamento do mercado 2019
• Tamanho do mercado e previsão de 2019-2024
PARTE 05: ANÁLISE DAS CINCO FORÇAS
• Poder de barganha dos compradores
• Poder de barganha dos fornecedores
• Ameaça de novos participantes
• Ameaça de substitutos
• Ameaça de rivalidade
• Condição de mercado
PARTE 06: SEGMENTAÇÃO DE MERCADO POR TECNOLOGIA
• Segmentação de mercado por tecnologia
• Comparação por tecnologia
PARTE 07: SEGMENTAÇÃO DE MERCADO POR TIPO DE FORNO
PARTE 08: PAISAGEM DO CLIENTE
PARTE 09: PAISAGEM GEOGRÁFICA
• Segmentação geográfica
• comparação geográfica
• APAC – Tamanho do mercado e previsão de 2019-2024
• Américas – Tamanho do mercado e previsão de 2019-2024
• EMEA – Tamanho do mercado e previsão de 2019-2024
• Principais países líderes
• Oportunidade de mercado
PARTE 10: MOTORISTAS E DESAFIOS
• Motivadores de mercado
• Desafios de mercado
PARTE 11: TENDÊNCIAS DE MERCADO
PARTE 12: PAISAGEM DO VENDEDOR
• Visão geral
• Perturbação da paisagem
• Cenário competitivo
PARTE 13: ANÁLISE DO FORNECEDOR
• Fornecedores cobertos
• Classificação do fornecedor

Adquira este relatório (preço 2500 USD para licença de usuário único) – www.industryresearch.co/purchase/15540754

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte minhodiario.com

Plasma convalescente ajuda a recuperar mais de 60% dos pacientes que receberam transfusão

Blog Giga Medical


27/10/2020 21h06 – Atualizada em 27/10/2020 23h11

Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

O Governo do Pará, por meio da Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia (Hemopa), iniciou em maio os estudos sobre o uso do plasma convalescente, doado por pacientes recuperados de Covid-19. Até hoje, 47 pacientes receberam a transfusão de plasma como tratamento alternativo à doença, dos quais 60,6% evoluíram para alta hospitalar. Anderson Freire Silva recebeu o plasma, venceu a Covid e já retornou ao convívio familiar

Entre os recuperados está Anderson Freire Silva, 38 anos, que chegou ao Hospital de Campanha de Belém, instalado no Hangar – Centro de Convenções, transferido do Hospital de Pacajá, município do sudeste paraense, no dia 15 de julho. Ele apresentava os sintomas comuns de contaminação pelo novo coronavírus: febre, tosse, mal-estar e dificuldade de respirar. Um dos pulmões já estava bastante comprometido, e como Anderson é de grupo de risco – obeso e hipertenso -, foi colocado imediatamente em oxigênio por cateter nasal.

A equipe médica, coordenada pelo intensivista Lucas Rodrigo Oliveira Viana, decidiu administrar a transfusão de plasma de convalescente como terapia alternativa contra a Covid-19, disponibilizado pela Fundação Hemopa aos pacientes internados na rede hospitalar do Estado. O resultado foi considerado surpreendente.

“Após 48 horas da transfusão do plasma, já conseguimos observar uma melhora clínica significativa no Anderson, saindo do estado de Unidade de Terapia Intensiva para enfermaria, sem a necessidade de depender de oxigênio. Além disso, outros pacientes já apresentaram melhora após receber o plasma, em relação ao padrão da lesão pulmonar em 50%”, destacou o coordenador do Hospital de Campanha no Hangar, médico Tardelio Mesquita.

“Eu não queria receber o plasma. Eu estava com medo. Mas a equipe médica conversou e me explicou os benefícios. E graças a Deus hoje estou aqui, bem de saúde”, contou Anderson, que já voltou para Pacajá, onde mora com a família.A transfusão de plasma convalescente é uma terapia alternativa contra a Covid-19

Vitória da vida – Diretamente envolvido na pesquisa, desde a fase de elaboração do projeto até a distribuição do plasma para a rede hospitalar, o presidente da Fundação Hemopa, Paulo Bezerra, se empenhou com a Diretoria Técnica e equipe de pesquisadores, para utilizar o plasma em pacientes com Covid-19. “É uma vitória da vida, celebrada pela busca de conhecimento e compromisso com a saúde pública de nosso Estado”, ressaltou.O plasma é doado por pessoas que se recuperaram da doença

Além do Hospital de Campanha de Belém, o plasma também já foi utilizado nos hospitais da Santa Casa de Misericórdia, João de Barros Barreto, Ophir Loyola, Abelardo Santos, Materno Infantil de Barcarena, regionais de Santarém e Marabá e Hospital do Coração, e também foi enviado para São Paulo.

De acordo com a gerente de Hematologia Clínica da Fundação Hemopa, Cátia Valente, os estudos apontaram que o plasma de convalescente resulta na melhora do quadro clínico e laboratorial do paciente. “A partir da observação dos pacientes que receberam o plasma de convalescente podemos dizer que eles apresentaram melhora no quadro clínico e laboratorial. E também observamos que, quanto mais cedo fizermos o uso da transfusão de plasma nos pacientes, enquanto estão em fase de cascata inflamatória, a possibilidade de melhora aumenta”, destacou a médica.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.agenciapara.com.br

Hospital de referência à Covid-19 em Goiana é desativado; ocupação de leitos segue abaixo dos 60%

Blog Giga Medical

O Hospital de Referência à Covid-19 – Unidade Goiana, que funcionava na Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (Upae) do município, na Zona da Mata Norte do Estado, encerrou suas atividades de caráter hospitalar nesta segunda-feira (26).

A desmobilização de leitos para casos específicos do novo coronavírus se mantém em Pernambuco, segundo o Governo do Estado, devido à estabilização da ocupação média de leitos, que segue abaixo de 60% desde maio. Pernambuco já registrou 93% de ocupação média dos leitos.

Apesar da diminuição de casos e mortes pela Covid-19, é necessário lembrar que Pernambuco ainda tem transmissão comunitária do vírus e que apenas cuidados de higiene e respeito ao distanciamento social podem garantir a continuidade de queda nos números da Covid-19.

 




A unidade desativada para exclusividade de casos da Covid-19 em Goiana voltará a funcionar dentro do seu perfil original, com consultas ambulatoriais especializadas.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) já realiza os trâmites para selecionar a organização social que irá gerir o equipamento, beneficiando a assistência às doenças crônicas dos moradores das dez cidades que compõem a XII Gerência Regional de Saúde (Geres).


A Upae de Goiana foi construída e equipada pelo Grupo Fiat-Chrysler Automobiles (FCA). Com a desmobilização dos leitos hospitalares, parte dos equipamentos, que não será usada no serviço ambulatorial, será realocada para a outra unidade de saúde que continuará prestando assistência aos pacientes acometidos pelo novo coronavírus.  Na região, o atendimento continuará sendo feito pelo Hospital Belarmino Correia, em Goiana.


Entre a metade de maio e o início de junho, o Estado registrou ocupação média máxima de 93% nos leitos destinados ao tratamento da Covid-19. Nessa segunda-feira (26), das 790 vagas de terapia intensiva abertas para casos mais graves, 72% estão ocupadas. A maior ocupação de UTI registrada foi de 99%, nos últimos dias de abril, quando Pernambuco contava com 312 vagas de terapia intensiva. Já em relação aos leitos de enfermaria, voltados para casos moderados e leves, dos 933 leitos disponíveis atualmente, menos da metade (45%) está ocupado. 


Os hospitais da rede pública estão funcionando com internação inferior aos meses anteriores da pandemia segundo o Governo de Pernambuco. O Hospital Getúlio Vargas (HGV) está com 60% dos leitos de UTI ocupados, enquanto apenas 20% dos leitos de enfermaria estão preenchidos. O Hospital de Referência Unidade Boa Viagem Covid-19, antigo Alfa, tem 74% de ocupação dos leitos de UTI e 80% dos leitos de enfermaria ocupados.

Ainda no Recife, no Real Hospital Português (RHP), um dos serviços privados considerado referência no tratamento da Covid-19 e que tem contratualização com o Governo de Pernambuco, dos 40 leitos disponíveis para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), 28 estão ocupados.

Já o Hospital Dom Helder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana, tem ocupação de 75% das vagas de terapia intensiva e 80% dos leitos de enfermaria.

Em Caruaru, no Agreste, o Hospital Mestre Vitalino (HMV) está com ocupação de UTI em 70%, enquanto os leitos de enfermaria têm ocupação de 60%. 


“O Governo de Pernambuco continua monitorando, diariamente, os indicadores da Covid-19 e vamos permanecer com o máximo de transparência para levar a informação real e verdadeira para a população. Precisamos reforçar que os próximos passos dependem da atitude de cada um de nós porque o vírus continua circulando. Por isso, para não termos mais mortes e uma volta da ocupação hospitalar, cada um precisa fazer sua parte, usando máscara, lavando as mãos com frequência e praticando o distanciamento social, evitando aglomerações”, salientou o secretário estadual de Saúde, André Longo.


O secretário ainda informou que a ocupação de leitos no Estado, mesmo com a desmobilização de leitos exclusivos para a Covid-19, se mantém abaixo de 60%. “Com relação aos dados da rede hospitalar, mesmo com a desmobilização dos leitos dedicados para a Covid-19, realizada ao longo dos últimos meses, as taxas de ocupação continuam estáveis e em níveis considerados baixos”, ressaltou. Atualmente, a rede pública de saúde conta com 1.723 leitos voltados exclusivamente para pacientes confirmados ou suspeitos da Covid-19, sendo 790 de UTI. 

Veja também

Lua é mais rica em água do que se imaginava, indica Nasa
ciência

Lua é mais rica em água do que se imaginava, indica Nasa

Entretenimento com animais silvestres traz riscos à saúde, diz ONG
meio ambiente

Entretenimento com animais silvestres traz riscos à saúde, diz ONG



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.folhape.com.br

Angra dos Reis registra 197 mortes por Covid-19

Blog Giga Medical

Angra dos Reis– O município tem 197 mortes pela doença na cidade e não há nenhum óbito sendo investigado. No momento, há 6.247 casos confirmados de coronavírus, destes, 5.797 já estão recuperados. O município apresentou 31.861 casos notificados. Entre os indígenas, há 194 casos confirmados, destes, 193 já estão recuperados. Há ainda 10 casos suspeitos, e uma morte foi confirmada pela doença. Ao todo 629 casos foram descartados, sendo 601 em isolamento domiciliar e 24.985 já recuperados.

Ocupação hospitalar

Levando em consideração a baixa taxa de ocupação hospitalar no Centro de Referência Covid-19, montado na Santa Casa, e o princípio da economicidade na gestão pública, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu redimensionar em 67% o número de leitos da unidade, em relação ao número inicial que era de 120 leitos. Sendo assim, o Centro de Referência agora conta com 40 leitos, sendo 20 clínicos e outros 20 de CTI. A decisão contratual passou a valer no dia 19 de setembro. Se houver necessidade, os leitos serão reabertos a qualquer momento para readequar à demanda.
No total, entre pacientes confirmados ou com suspeita de coronavírus, 18 pessoas estão internadas. O Centro de Referência para Covid-19 (Santa Casa), que conta com 40 leitos, atende a 18 pacientes no momento. O Hospital de Praia Brava, que oferece 15 leitos, não tem nenhum paciente internado. Ou seja, dos 55 leitos públicos do município, 18 estão ocupados, o que representa uma taxa de ocupação hospitalar municipal de 32,73%. No momento, não há nenhum paciente internado em instituição privada.

Bairros com mais casos registrados

De acordo com um relatório da Secretaria Municipal de Saúde, do dia 20 de outubro, os bairros com mais casos registrados confirmados da doença são: Parque Mambucaba (721), Frade (450), Japuíba (425), Jacuecanga (311) e Centro (247). Na Ilha Grande inteira 308 pessoas foram contaminadas pelo coronavírus. A listagem completa dos bairros pode ser encontrada no site: coronavírus.angra.rj.gov.br.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte diariodovale.com.br

Dos 462 casos confirmados de Coronavírus em Ouro Branco, 380 já estão recuperados

Blog Giga Medical

 

A secretaria de Saúde de Ouro Branco registrou sete novos casos de coronavírus nas últimas 24h. As informações do boletim epidemiológico diário divulgado pela pasta nesta quarta-feira, 21 de outubro, é que o município possui o saldo de 462 moradores infectados. 

Balanço 

Nesta data, a cidade chegou a 2.574 notificações de coronavírus, entre os descartados constam 1.147 que foram curados de síndromes gripais e outros 828 por exame de PCR realizado na Fundação Ezequiel Dias (Funed). 

Ainda estão sendo monitoradas, em suas residências, 136 pessoas com suspeita de Covid-19. Uma pessoa de 38 anos está internada na Rede Hospitalar da cidade aguardando resultado de exame.

Confirmados

Entre os confirmados foram registrados 462 casos, sendo que 380 já são considerados recuperados, uma vez que já foi cumprido o prazo de monitoramento e já não demonstram sintomas. 75 pessoas com resultado positivo permanecem em monitoramento. Duas pessoas, de 63 e 84 anos, seguem internadas na Rede Hospitalar de Ouro Branco. 

Mortes

O quinto óbito por Coronavírus foi confirmado dia 15 de setembro. Os óbitos anteriores foram confirmados nos dias 3 de julho e os outros no dia 15 e 22 do mesmo mês. Outro óbito foi confirmado no dia 7 de agosto.

Perfil dos casos confirmados em Ouro Branco:

Por sexo:

Número de mulheres:192

Número de homens:270   

Por faixa etária:                                         

Menor de 1 ano: 0

1 a 9 anos: 3

10 a 19 anos: 23

20 a 29 anos: 83

30 a 39 anos: 155

40 a 49 anos: 96

50 a 59 anos: 64

Mais de 60 anos: 38                                   

Informações sobre Saúde Pública na Central de Informações sobre o Coronavírus 3938-1168 e 3938-1169.



Você está lendo o maior jornal do Alto Paraopeba e um dos maiores do interior de Minas!
Leia e Assine: (31)3763-5987 | (31)98272-3383


Escrito por Redação, no dia 21/10/2020




Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.jornalcorreiodacidade.com.br

Angra dos Reis registra 5.797 casos recuperados da Covid-19

Blog Giga Medical

Entre confirmados e recuperados, ainda há 434 moradores com o vírus ativo, no momento

Angra dos Reis– O município tem 31.711 casos notificados. No momento, há 6.231 casos confirmados da Covid-19. Destes, 5.797 já estão recuperados, ou seja, ainda há 434 moradores com o vírus ativo.

Além disso, há 197 mortes pela doença e não há nenhum óbito sendo investigado. Entre os indígenas do município, há 194 casos confirmados. Destes, 193 já estão recuperados. Há ainda 10 casos suspeitos, e uma morte foi confirmada pela doença.

Ao todo 629 casos foram descartados, sendo 467 em isolamento domiciliar e 24.384 já recuperados. Entende-se como casos recuperados aqueles que cumpriram o período de isolamento domiciliar de 14 dias e estão sem sintomas, conforme acompanhamento da equipe de monitoramento da Secretaria de Saúde.

Ocupação hospitalar

Levando em consideração a baixa taxa de ocupação hospitalar no Centro de Referência Covid-19, montado na Santa Casa, e o princípio da economicidade na gestão pública, a Secretaria de Saúde decidiu redimensionar em 67% o número de leitos da unidade, em relação ao número inicial que era de 120 leitos. Sendo assim, o Centro de Referência agora conta com 40 leitos, sendo 20 clínicos e outros 20 de CTI. A decisão contratual passou a valer no dia 19 de setembro. Se houver necessidade, os leitos serão reabertos a qualquer momento para readequar à demanda.

No total, entre pacientes confirmados ou com suspeita de coronavírus, 17 pessoas estão internadas. O Centro de Referência para Covid-19 (Santa Casa), que conta com 40 leitos, atende a 17 pacientes no momento. O Hospital de Praia Brava, que oferece 15 leitos, não tem nenhum paciente internado. Ou seja, dos 55 leitos públicos do município, 17 estão ocupados, o que representa uma taxa de ocupação hospitalar municipal de 30, 91 %. No momento, não há nenhum paciente internado em instituição privada.



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte diariodovale.com.br