Saúde alerta sobre uso de máscara e protetores faciais em crianças de até 2 anos – Dourados Agora

Blog Giga Medical

01/11/2020 15h08 – Por Ministério da Saúde

Diante da emergência de saúde pública mundial causada pela Covid-19, muitas medidas de precaução vêm sendo tomadas.

No entanto, algumas condutas precisam de atenção especial, entre elas, o uso indevido de máscaras e protetores faciais em bebês recém-nascidos e crianças até dois anos.

Nos primeiros anos de vida, é preciso ter cautela na utilização destes equipamentos de proteção individual. Isso porque, para bebês e crianças, o uso inapropriado de barreiras faciais oferece risco de asfixia, estrangulamento e morte por engasgo – já que um bebê não tem capacidade motora para retirar a proteção em caso de refluxo.

Além disso, o uso de coberturas faciais pode comprometer a amamentação, já que as mães podem encontrar dificuldades na remoção e recolocação do protetor facial (faceshield) ou máscaras na criança.

Nos casos dos recém-nascidos, é importante ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS), em suas recomendações, não menciona ou recomenda o uso de protetores faciais.

Os cuidados na proteção aos recém-nascidos, para evitar a contaminação pelo coronavírus devem ser realizados conforme as orientações abaixo:

Evitar visitas sociais domiciliares à mãe e ao recém-nascido. Caso aconteçam, manter o distanciamento, uso de máscara e higienização dos adultos, de acordo com as recomendações.

Evitar contato público desnecessário, limitando assim a exposição do recém-nascido ao vírus, especialmente em lugares com aglomerações;

Manter as precauções de contato como higienização de mãos e as recomendações do uso de máscaras para pais e cuidadores em contato com a criança ao sair de casa para o seguimento na Atenção Primária, como imunizações ou consultas;

Evitar manuseio do recém-nascido por muitas pessoas, enfatizando a lavagem das mãos com água e sabão ou álcool gel 70% para cuidadores (incluindo irmãos) antes de tocar o bebê e o uso de máscaras, caso tenham sintomas ou contato com pessoas com síndrome gripal;

Mães com sintomas respiratórios ou que tenham contato domiciliar com pessoas com síndrome gripal devem usar máscara durante os cuidados e durante toda a amamentação e atentar a lavagem frequente das mãos;

Promover rotineiramente a limpeza das superfícies tocadas com recorrência, como maçanetas, interruptores de luz e equipamentos eletrônicos (especialmente celulares);

Assegurar que o ambiente onde a criança permanece esteja livre do tabaco e

Manter a vacinação das pessoas em contato próximo com a criança conforme orientação do Programa Nacional de Imunizações (PNI).



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.douradosagora.com.br

MInistério da Agricultura do Brasil não foi comunicado por chineses sobre…

Blog Giga Medical

LOGO estadao

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) não foi comunicado oficialmente pelas autoridades chinesas sobre a alegação de que traços de covid-19 foram encontrados em embalagens de carne de suíno exportadas pelo Brasil para a China.

De acordo com a agência Reuters, o governo da província chinesa de Shandong informou ter encontrado traços de covid-19 em uma embalagem de carne suína importada do Brasil. Não foi informado o nome da empresa brasileira responsável pelo produto.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) afirmou que a embalagem pode ter sido contaminada durante o transporte. Em nota, a entidade informou que está em contato com as autoridades brasileiras para apoiar a apuração do caso.

“As informações divulgadas até aqui destacam que os traços de Covid-19 eventualmente encontrados estavam na embalagem do produto, o que indica que a contaminação deve ter ocorrido fora da unidade produtora – por exemplo, em uma das várias etapas de transporte até a chegada ao destino”, destaca a ABPA, em nota.

A entidade lembra ainda que não há evidências científicas de que a carne possa transmitir o vírus. Em agosto, autoridades municipais da cidade de Shenzen disseram que uma amostra de asas de frango congeladas exportada pelo Brasil testou positivo para o coronavírus. A situação fez as Filipinas barrarem as exportações de frango brasileiro para o país.

Estoque de carne suína se recupera em grande parte da China, diz ministério da Agricultura chinês

(por Xinhua, agencia estatal chiensa)

Beijing,  (Xinhua) — Na China, as populações de porcos vivos e porcas reprodutoras se recuperaram em grande parte devido aos esforços do governo para restaurar a produção de suínos, conforme mostraram os dados fornecidos pelo Ministério da Agricultura e dos Assuntos Rurais neste sábado.

Até agora, o número de porcos vivos e porcas reprodutoras em estoque se recuperou para mais de 80% do nível registrado em anos normais, de acordo com os dados da pasta.

Desde o ano passado, a China implementou uma série de políticas para estimular a produção de suínos e estabilizar os preços da carne de porco afetados pela peste suína africana e outros fatores.

Para garantir que a capacidade de produção retorne ao nível dos anos normais, o país se esforçará para manter o ritmo atual de recuperação e expandir ainda mais a produção da carne suína, disse Han Changfu, ministro da Agricultura e dos Assuntos Rurais, em uma videoconferência sobre a restauração da produção de suínos.

O ministério também solicitou medidas para aumentar o abastecimento do mercado de carne básica, incluindo o aumento da reserva de carne suína congelada e de carnes alternativas.

Parte continental da China relata um novo caso transmitido localmente

(Xinhua, agencia estatal chiensa)

Beijing, 30 out (Xinhua) — A autoridade sanitária chinesa divulgou nesta sexta-feira que recebeu relato de um novo caso de COVID-19 transmitido localmente na Província de Shandong nesta quinta-feira.

Ao todo, 53 novos casos assintomáticos, incluindo 39 vindos de fora do continente chinês, foram relatados, informou a comissão em seu relatório diário.

Vinte e quatro casos confirmados vindos de fora da parte continental da China foram reportados também na quinta-feira.

Seis novas suspeitas de COVID-19 de fora do continente foram relatadas em Shanghai. Não foram notificados novos óbitos relacionados à doença.

Dos novos casos importados, 13 foram relatados em Shanghai, quatro em Fujian, dois em Tianjin, Guangdong e Sichuan, e um em Yunnan, disse a comissão.

Na quinta-feira, 24 pacientes com COVID-19 receberam alta hospitalar após recuperação no continente chinês.

Até o final do mesmo dia, 3.332 casos importados tinham sido notificados na parte continental, dos quais 3.044 receberam alta hospitalar após a recuperação e 288 permaneciam hospitalizados. Nenhuma morte entre os casos importados foi notificada.

Até quinta-feira, o total de casos confirmados de COVID-19 no continente havia chegado a 85.940. Destes, 339 pacientes ainda estavam em tratamento, incluindo sete em estado grave.

Ao todo, 80.967 pacientes receberam alta após a recuperação e 4.634 morreram da doença no continente, segundo a entidade.

Havia seis casos suspeitos de COVID-19 no continente, enquanto 12.863 contatos próximos ainda estavam sob observação médica depois que 1.255 tiveram alta na quinta-feira, de acordo com a comissão.

139478181_16040280151721n.jpg

Equipe médica orienta residentes em um local de teste de ácido nucleico em Qingdao, Província de Shandong, no leste da China, em 14 de outubro de 2020. (Xinhua/Li Ziheng)

 



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.noticiasagricolas.com.br

Ciclista perde controle e cai sobre monte de areia no Interlagos; Siate foi mobilizado

Blog Giga Medical

Na tarde deste sábado (31), socorristas do Siate foram chamados até a Rua Monza, no Bairro Interlagos, em Cascavel. O atendimento foi prestado a um ciclista de 34 anos que sofreu queda.

Ele não tinha ferimentos aparentes e caiu sobre um monte de areia. A vítima recebeu os primeiros socorros e seria encaminhada para atendimento hospitalar.

Detalhes sobre o que teria causado o acidente com a bicicleta não foram informados.


Whatsapp CGN 9.9969-4530

– Canal direto com nossa redação – Envie sua solicitação que uma equipe nossa irá atender você.


Participe do nosso grupo no whatsapp

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte cgn.inf.br

HTO promove ação lúdica para alertar sobre a importância da Segurança do Paciente – Jornal Pequeno

Blog Giga Medical

A apresentação foi captaneada pelos enfermeiros Roque Costa e Jhessica Gomes, que tiveram a companhia da atriz e cantora, Ana Eva Martins.

Os enfermeiros Roque Costa, Jhessica Gomes e a cantora Eva Martins comandaram o “Carimbó do Alertão” (Foto: Divulgação)

Funcionários do Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão (HTO) promoveram uma atividade lúdica, na manhã desta quinta-feira, no sentido de fortalecer a temática de Segurança do Paciente, prevenindo a infecção hospitalar.

Por meio do “Carimbó do Alertão”, o Núcleo de Segurança do Paciente do HTO fez um verdadeiro bailado pelas áreas comuns da casa de saúde, animando pacientes e funcionários, através de diversão com informação.

A apresentação foi captaneada pela enfermeira mestra, Jhessica Gomes, e o enfermeiro executor da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), Roque Costa, que tiveram a companhia da atriz e cantora, Ana Eva Martins, numa manhã de muita descontração no HTO.

“Todos os dias são de cuidar da segurança do paciente e prevenir a infecção hospitalar. O nosso objetivo com o “Carimbó do Alertão” é destacar a importância de sinalizar os profissionais de saúde quanto aos eventos adversos que podem acontecer com o paciente, assim como olhar diferenciado para a prevenção e controle de infecção”, frisou o enfermeiro Roque Costa.

O 6 protocolos básicos de Segurança do Paciente

Existem seis protocolos básicos de Segurança do Paciente. Eles foram criados para evitar eventos adversos aos pacientes. Vejamos cada um deles:

  1. Identificação do paciente: objetiva garantir a correta identificação do paciente para assegurar que o cuidado seja prestado para a pessoa a qual realmente se destina;
  2. Prevenção de úlcera por pressão: objetiva prevenir a ocorrência de úlcera por pressão e outras lesões da pele. Úlcera por pressão são feridas que ocorrem por falta de oxigenação na superfície da pele;
  3. Segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos: objetiva promover práticas seguras no uso de medicamentos em estabelecimento de saúde, visando administrar o medicamento correto para a pessoa certa, na dose correta;
  4. Cirurgia segura: objetiva reduzir a ocorrência de incidentes e eventos adversos e a mortalidade cirúrgica por meio da realização do procedimento certo, no local correto e no paciente correto;
  5. Prática de higiene das mãos em serviços de saúde: objetiva prevenir e controlar as infecções relacionadas à assistência à saúde, tanto para pacientes quanto para os profissionais envolvidos nos cuidados aos pacientes;
  6. Prevenção de quedas: objetiva reduzir a ocorrência de queda de pacientes nos pontos de assistência à saúde e, principalmente, reduzir o dano delas decorrente.

Carregando



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte jornalpequeno.com.br

“Quem chegar sem máscara não vai votar e ponto”, ressalta Barroso sobre as eleições

Blog Giga Medical

Em entrevista exclusiva ao programa Ponto a Ponto, da BandNews TV, nesta quarta-feira, 28, o ministro do STF e atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, deixou claro que quem estiver sem  máscara de proteção não poderá votar no próximo dia 15 nas eleições. 

“Quem chegar sem máscara não vai votar e ponto”, destacou. “Não é questão de livre arbítrio, é questão de proteção do outro. Livre arbítrio é para decisões que nos afetam, neste caso, sem máscara não vota”.

O ministro acredita que as abstenções, que costumam a ser altas, não devem atingir patamares tão altos neste ano. “A sociedade brasileira tem se tornado mais mobilizada, ela anseia pela atuação política e as eleições municipais são decisivas na vida das pessoas, porque define coisas importantes como educação, saúde, saneamento básico”, exemplificou.

Sobre o voto ser obrigatório no Brasil, para Barroso, a democracia brasileira ainda precisa desse “empurrãozinho” – como definiu. “Em um futuro próximo eu espero ter voto facultativo, mas ainda não. O voto facultativo favorece muito o voto radical, dos extremos, e agora precisamos de moderação”. 

Sistema de fiscalização de contas é deficiente, diz ministro

Na entrevista, Barroso admitiu ainda que o sistema de fiscalização de contas de candidatos é ineficiente e que pretende, após o pleito, colocar sua energia para mudar o cenário. 

“O sistema de fiscalização contas é deficiente e mesmo quando advêm punições adequadas acabam sendo anistiadas pelo próprio Congresso. Precisamos mudar o sistema eleitoral e de prestação de conta “.

Entre as ideias que Barroso pretende colocar à mesa está a prestação de contas nos moldes da declaração anual de renda, com inteligência artificial fazendo o controle, e auditorias privadas. 

“Não entendo a obsessão pelo voto impresso” 

Outra medida que interessa o ministro é modernizar o sistema eleitoral através da tecnologia. Isso poderia permitir, por exemplo, os gastos que se tem hoje com a compra de urnas. “Mais de 30 empresas, como a Amazon, Microsoft e IBM, já se candidataram para apresentar modelos alternativos de eleição digital”, contou. “Elas são testes de simulação nesta eleição e vão apresentar seus modelos para modernizar o nosso sistema, que já é exemplar no mundo. Nunca houve fraudes”, pontuou. 

O ministro disse também que não entende a obsessão que algumas pessoas têm com o voto impresso – esse sim passível de fraude, segundo ele. “Não consigo entender como alguns têm saudades do que não existiu. Era um sistema muito ruim. Difícil entender essa obsessão pelo voto impresso. É como querer comprar um aparelho de vídeo cassete e subsidiar as locadoras de VHS”. 

Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.band.uol.com.br

Mais de 2 mil reclamações sobre aglomerações e não uso de máscaras em ônibus do Transcol

Blog Giga Medical

Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória

Prevenir-se do coronavírus é um desafio para quem usa diariamente o transporte coletivo. Os usuários relatam que, devido à quantidade de passageiros nos ônibus, muitas vezes é impossível evitar aglomerações nesses locais. Para piorar mais a situação, tem muita gente que ainda viaja sem máscara.

“Seis horas da noite está mais lotado mesmo. A maioria está usando [máscaras], mas algumas pessoas ainda não. E não tem como a gente falar também, porque pode causar uma grande intriga no ônibus”, afirmou o recepcionista Warley Pinheiro de Paula, usuário do sistema.

>> VÍDEO | Mulheres brigam no Transcol por causa de máscara e vão parar na delegacia

De acordo com dados da Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Espírito Santo (Ceturb-ES), de 1° de setembro a 17 de outubro, foram registradas mais de 2,3 mil reclamações de superlotação nos coletivos, e quase 2 mil sobre a falta do uso da máscara. 

Segundo a companhia, esse número representa aproximadamente 0,02% do total de passageiros do sistema Transcol, que atualmente é de cerca de 400 mil pessoas por dia. A Ceturb ressaltou ainda que vem aprimorando os mecanismos de controle, para evitar situações como essas, e conta com o apoio da população para ajudar na fiscalização.

A infectologista Simone Freitas explica que o simples uso da máscara, por exemplo, reduz bastante o risco de contaminação. “Se você usa máscara e eu uso máscara, nós estamos diminuindo o risco do nosso contágio em até mais de 50%. Isso é muito importante, associado ao uso de álcool nas mãos, já que a gente toca superfícies que outras pessoas podem ter tocado com a mão contaminada”, destacou a médica.

Com informações do repórter Alex Pandini, da TV Vitória/Record TV

lotacao
onibus
coletivos
transcol
transporte-publico
mascaras
pandemia
coronavirus
covid-19
ceturb
transporte



Giga Medical – Trazendo o melhor em equipamentos de proteção e hospitalares

Fonte www.folhavitoria.com.br

O que se sabe sobre o incêndio no Hospital de Bonsucesso | Rio de Janeiro

Blog Giga Medical

No mesmo dia à noite, o Corpo de Bombeiros recomendou que o hospital esvaziasse dois dos seis prédios que formam o complexo hospitalar. Estavam internados nos edifícios quase 300 pacientes, que seriam transferidos para outras unidades de saúde.

Os bombeiros começaram a combater o fogo na manhã de terça. Uma “luta” que seguiu durante todo o dia. A corporação permanecia fazendo o rescaldo no Prédio 1 da unidade até as 20h, e a expectativa era de que o trabalho avançasse durante a madrugada.

O que aconteceu no Hospital Federal de Bonsucesso?

O que aconteceu no Hospital Federal de Bonsucesso?